Mudança importante na Secretaria Estadual de Saúde do Rio de Janeiro em meio à pandemia do Coronavírus que estamos vivendo.

Na última sexta-feira (03/04), a então subsecretária de Gestão da Atenção Integral à Saúde, Mariana Tomasi Scardua, foi exonerada do cargo pelo governador Wilson Witzel.



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.

Segundo informações do portal “G1 RJ”, depois da chegada de Gabriell Neves, que assumiu a subsecretaria executiva da pasta em fevereiro, Mariana, além de perder atribuições, ficou descontente com algumas contratações realizadas pelo subsecretário, que não tiveram o seu aval. Isso tudo levou à sua saída do governo.

Entre essas ações feitas por Gabriell que acabaram gerando atrito entre os 2, está a contratação sem licitação, utilizando a justificativa da pandemia, de serviços que já eram considerados necessários e que estavam sendo debatidos antes mesmo do Coronavírus surgir (como, por exemplo, o pagamento de R$ 76,5 milhões à empresa OZZ Saúde Eireli, para esta gerir o SAMU na capital fluminense. Anteriormente, esse serviço era realizado exclusivamente pelo Corpo de Bombeiros).

Médica por formação, Scardua ocupava uma função estratégica na cúpula da Secretaria, além de ser conhecida por sua capacidade técnica de gestão. Em suas funções do dia a dia, era responsável por fiscalizar contratos e gerir recursos.

Em nota, a Secretaria Estadual de Saúde informou que a Subsecretaria de Gestão da Atenção Integral à Saúde (SGAIS), a partir de agora, será dividida em duas: uma voltada à rede assistencial com foco em cuidados intensivos, com papel fundamental no combate ao Coronavírus; e outra voltada à garantia das políticas do SUS diante do momento de pandemia.

As subsecretárias que irão assumir as duas vertentes da SGAIS serão divulgadas nos próximos dias.

6 COMENTÁRIOS

  1. É mais uma das medidas tomada pelas autoridades competentes, que vão na contramão daquilo que o povo precisa. seriedade no governo. Se o serviço era ou é realizado pelo corpo de bombeiros, por qual motivo se paga uma quantia tão alta para uma empresa privada. Porque não investir então se é que está sobrando dinheiro, pelo menos é o que parece, apesar do governador ficar chorando para o governo federal que está precisando de verba. Invista nos bombeiros com parte desse dinheiro, porque assim, teremos garantia que será um investimento por longo prazo e o próprio governo será beneficiado com isso, sem contar com a população.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui