Freixo e Crivella

A noite de ontem, sexta (29/10), teveo 3º e  último debate televisivo entre os candidatos a prefeito do Rio, Marcelo Freixo (PSol) e Marcelo Crivella (PRB). Era esperado um show de Freixo, afinal, ele vem criticando Crivella por não participar de debates, só que não foi o que aconteceu, bem longe disso.

Veja bem, não quero dizer que o candidato do PSol foi um desastre no debate, só que se pretendia ter a “Virada” que tanto nas redes sociais deveria ter sido um debate para entrar na história, ele precisa superar os mais de 25 pontos que o separa do candidato do PRB. Mas errou ao insistir na mesma estratégia de acusar Crivella de ser Bispo da IURD, as alianças, etc e etc, estratégia que se mostrou fracassada, já que as pesquisas mostram no máximo flutuação desde o início do 2º turno. E também em falar em Rodrigo Bethlem, como se alguém fora dos mais atentos a política lembrassem de quem ele é.

E como política é imagem, o semblante de Freixo sempre fechado, enquanto Crivella se mostrava sorridente e relaxado, não o ajudaram em nada a conquistar votos. No máximo agradou a sua militância, que devem ter o achado o grande vitorioso e que massacrou o senador no debate, o mais longe da verdade.

Marcelo Freixo não perdeu o debate mas precisava ganhar de forma avassaladora para mudar o resultado de domingo e isso ficou longe de acontecer. Fica de lição para o PSol, não dá para fazer uma eleição escutando apenas quem concorda com você.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui