Em vista a São Gonçalo, Rodrigo Neves promete tirar a Linha 3 do metrô do papel

O Hospital da Mãe deve ter suas obras retomadas. Rodrigo Neves promete ainda criar uma moeda social, base para um programa de renda básica

Foto: Divulgação

O ex-prefeito de Niterói e candidato ao Governo do Estado do Rio de Janeiro, Rodrigo Neves (PDT) assinou uma carta com 12 compromissos com a população do Município de São Gonçalo, na Região Metropolitana do Estado, nesta segunda-feira (5). O documento contempla obras públicas e políticas sociais voltadas para o desenvolvimento da cidade.

Entre as propostas elencadas na carta está a execução das obras da Linha 3 do metrô, projeto antigo que nunca saiu do papel. Abandonado pelo governo, desde 2013, o Hospital da Mãe deve ter suas obras retomadas, segundo o postulante ao Governo do Estado. Rodrigo Neves promete ainda criar uma moeda social para a implementação de um programa de renda básica com auxílio de R$ 500, nos moldes do programa por ele elaborado quando foi prefeito em Niterói.

Em caminhada pelo bairro do Rodo, Rodrigo Neves prometeu levar água e esgoto tratado a todos os bairros da cidade, além de revitalizar o Pscinão local.

 “São Gonçalo está abandonada pelo governo do estado. Nós vamos criar frentes de trabalho para levar água e esgoto tratado a todos os bairros. Vamos implantar o Hospital da Mãe, no Colubandê, que está abandonado há anos, revitalizar o Piscinão, que também está abandonado, e vamos tirar a Linha 3 do papel, para dar transporte público de qualidade ao morador daqui”, disse o ex-prefeito de Niterói.

Advertisement

1 COMENTÁRIO

  1. Rodrigo Neves tem o meu voto, pois foi para Niterói um Prefeito empreendedor tanto no aspecto da infraestrutura urbana quanto o aspecto social! Por isso lhe dou um crédito de confiança e desejo sucesso em sua campanha para Governador. É pena que, pelas últimas pesquisas, os cariocas e fluminenses venham preferindo políticos comprometidos com trambiqueiros e milicianos ou sem nenhuma experiência administrativa! Isso só fará o Estado do Rio de Janeiro permanecer mais tempo na decadência econômica, social e política em que vem se “afundando” há mais de três décadas!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui