A Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP) foi contemplada com o direito de usar o selo do Programa Nacional de Prevenção à Corrupção (PNPC). A marca é concedida pela Rede Controle de Gestão Pública, um centro decisório interorganizacional, que tem o objetivo de aprimorar a efetividade da função de controle do Estado sobre a gestão pública.  Ao aderir ao PNPC, a EMOP, empresa vinculada à Secretaria de Infraestrutura e Obras, também se coloca como um agente promotor da integridade e da ética, de aderência às boas práticas e combate à fraude e à corrupção.

Segundo o diretor-presidente da EMOP, André Braga, o selo representa o reconhecimento e o incentivo pelas novas diretrizes administrativas que estão sendo executadas na empresa. “Um dos nossos objetivos é fortalecer ao máximo as normas de compliance e os valores éticos de governança e transparência, conforme determinação do governador Cláudio Castro. Entre as novas medidas, já estamos preparando o planejamento estratégico e o fluxograma da empresa”, anunciou o presidente.

Para o secretário de Infraestrutura e Obras, Max Lemos (PSDB), “Esse será mais um passo importante na questão da transparência, que se tornou prioridade desde que assumimos à gestão da Seinfra. Todas as nossas licitações estão sendo transmitidas em tempo real. Estamos conseguindo dar celeridade nos editais, cumprindo a determinação dada pelo governador Cláudio Castro, mas zelando pelo uso correto do dinheiro público. Já licitamos mais de R$ 160 milhões em obras no período que assumimos a secretaria“.

O direito ao uso da marca foi concedido à EMOP como participante, após responder por meio da Coordenadoria Jurídica e de Compliance, um questionário de avaliação,  onde também se compromete no âmbito da empresa e da sociedade na  implementação de boas práticas de  prevenção, detecção, investigação, correção, monitoramento e transparência das ações.

Ao conceder o uso da marca,  a Rede Controle de Gestão Pública tem como objetivo principal valorizar e incentivar as organizações públicas do Brasil que se dispõem a conhecer e  melhorar seus padrões.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui