Marcos Muffareg, Max Lemos e André Braga

O secretário de estado de Infraestrutura e Obras, Max Lemos (PSDB), deu posse, nesta terça-feira (29), ao novo presidente do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura (IEEA). Na ocasião, o secretário também recebeu o novo presidente da Empresa de Obras Públicas do Estado do Rio de Janeiro (EMOP). Os dois órgãos são vinculados à secretaria. Na pauta do encontro, o pacote que prevê ao menos R$ 400 milhões para a Emop e pouco mais de R$ 1 bilhão para os projetos da própria pasta e do Instituto Estadual de Engenharia e Arquitetura. Os dois órgãos terão como prioridades a execução de obras em prédios públicos estaduais e a assistência técnica aos municípios.

A EMOP terá como presidente André Braga, e o engenheiro Marcos Muffareg será o presidente da IEEA. “André Braga tem muitos anos na administração pública e com a EMOP, que tem um quadro técnico excepcional, poderá prestar um grande serviço para o Rio de Janeiro. Marcos Muffareg, que conheço há muitos anos, trabalhou na Funasa, é um técnico exemplar e a nossa expectativa é que o IEEA possa utilizar todos os seus profissionais, utilizando toda a experiência do Marcos em favor do Estado do Rio de Janeiro. Vamos trabalhar juntos para que possamos cumprir as determinações do governador Cláudio Castro com muitos projetos”, destacou Max Lemos.

Com 20 anos de vida pública, André Braga foi secretário de Governo e Planejamento do município de Macaé, entre outras funções no município, e também foi subsecretário de Governo do Estado do Rio de Janeiro. “A primeira orientação que recebi do secretário Max Lemos foi para que nos próximos 45 dias possamos devolver ao mercado a tabela EMOP, para que ela possa exercer o papel que sempre teve de referência nos preços praticados em nosso estado pelas empresas de construção. As nossas prioridades estarão nas escolas, nos aparelhos públicos de segurança e todos os equipamentos que atendem à população, como hospitais e clínicas públicas, para oferecer o conforto necessário”, adiantou Braga.

Marcos Muffareg foi funcionário da Fundação Nacional de Saúde (FUNASA) durante 35 anos, onde ocupou vários cargos, entre eles superintendente, diretor de engenharia, ambos no Rio de Janeiro, diretor de administração da presidência em Brasília, presidente da Funasa em Minas Gerais, entre outros. “Estou muito estimulado com o trabalho que poderá ser desenvolvido pelo IEEA. Na realidade o instituto poderá ser um grande suporte técnico aos municípios, tanto na elaboração de projetos, vistoria, suporte técnico, além de outros serviços que poderão ser potencializados, como quer o secretário Max Lemos, que já foi executivo de município e conhece a carência dos municípios”, finalizou Marcos Muffareg.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui