Foto: Reprodução

Nesta terça-feira, 28/09, a Rio Indústria participou de uma Live para discutir políticas públicas e soluções para a Indústria de Material Plástico do Rio. O Vice-Presidente, Gladstone Santos, presidente do Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado do Rio de Janeiro (Simperj), destacou os impactos da indústria de transformação de plástico, que gera 13.318 empregos, espalhados em 485 empresas, pelo Rio.

Queremos voltar a atrair novas empresas e sem dúvida prestigiar as que estão sobrevivendo no nosso estado”, disse Gladstone.

Ele ainda informou que para cada R$ 1 milhão adicionado na produção mensal do setor de transformação de plástico, são gerados 29 novos empregos diretos e aumenta R$ 1,3 milhão do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

O descarte incorreto de plástico também foi debatido no encontro. Segundo Gladstone, proibir o uso de plásticos não educa.

É preciso informar e buscar as alternativas e incentivos das reciclagens para que agente possa reutilizar essa matéria prima e para que ela não pare no meio ambiente”, argumentou.

Ele ainda destacou que já é possível fazer tijolos de plástico.

“O campo de aplicação disso é fantástico. quantas construções não poderiam ser feitas com esse material?”, pontuou.

Gladstone esclareceu ainda sobre a “fama prejudicial” do plástico, ao indicar que somente 1,8% da produção de plástico no país, diz respeito aos descartáveis – aqueles que devem ser descartados adequadamente para não impactar o meio ambiente e fortalecer a economia circular.

O evento contou com o apoio do Fórum da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) de Desenvolvimento Estratégico do Estado do Rio e com a participação do presidente da Alerj, deputado André Ceciliano, e do deputado Waldeck Carneiro (PT).

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui