Foto: Reprodução TV Globo

Uma das praias mais frequentadas do Rio amanheceu com uma grande mancha negra na saída canal da Joatinga em direção ao mar na Barra da Tijuca, na Zona Oeste do Rio.

O biólogo Mário Moscatelli, que há quase 30 anos estuda e preserva as lagoas da Zona Oeste, diz que nessa água escura há esgoto e detritos. Ainda segundo ele, dependendo correnteza, a mancha pode atingir as ilhas da Tijuca e a Praia de São Conrado.

Segundo ele, a poluição vem de comunidades que crescem de forma irregular. A água passa por várias comunidades, como Tijuquinha, Muzema e Rio das Pedras.

Foto: Mário Moscatelli/ Divulgação

Questionada sobre todos os pontos abordados na reportagem, a prefeitura respondeu apenas que “a gestão do sistema lagunar de Jacarepaguá é responsabilidade do Estado (Inea)“.

Em nota, o Instituto Estadual do Ambiente (Inea) informou que “em virtude da grande variação de marés que ocorreu na manhã de hoje (05/08/20), ocasionada pelo período de lua cheia, as águas do complexo lagunar da Barra da Tijuca atingiram às praias – através do Canal da Joatinga – o que ocasionou o aparecimento da mancha verificada nas imagens.

Ainda de acordo com o comunicado, o instituto promove ações de fiscalização de descarte irregular de resíduos e monitora a balneabilidade das praias da zona oeste e zona sul do Rio de Janeiro frequentemente. De acordo com o último boletim emitido no dia três de agosto, dois pontos da praia da Barra da Tijuca, localizados no Quebra Mar e em frente ao 2º GBM (Bombeiros) se encontravam impróprios para o banho. O próximo boletim com as condições de balneabilidade das praias do município será emitido na próxima sexta-feira (07).



Siga nossas redes e assine nossa newsletter, de graça

Jornalismo sério, voltado ao Rio de Janeiro. Com sua redação e colunistas, o DIÁRIO DO RIO trabalha para sempre levar o melhor conteúdo para os leitores do site, espectadores dos nossos programas audiovisuais e ouvintes dos nossos podcasts. O jornal 100% carioca faz a diferença.


1 COMENTÁRIO

  1. Por fim, a culpa é da lua…
    Só mesmo a incompetência, o descaso e a falta de planejamento urbano podem inventar desculpa tão esfarrapada.
    O Brasil das Repúblicas oligárquicas acostumou-se a lotear cargos públicos para privilegiados e cupinchas, que se servem deles, em vez de servir ao país.
    Vão trabalhar, vagabundos.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui