Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil

As próximas semanas serão de (ainda mais) tensão no Rio de Janeiro. Segundo especialistas relacionados à saúde no estado, o RJ ainda não chegou ao pico da pandemia do Coronavírus. Isso deve acontecer, segundo eles, no fim do mês.

”De acordo com as previsões, o pico deve acontecer no final de maio, isso para o Brasil todo. O que é muito preocupante, porque quando os hospitais ficam lotados, a letalidade da doença aumenta”, disse Eduardo Rocha de Almeida Lima, professor e pesquisador do Instituto de Química da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj).

Em relação à lotação dos hospitais, citada por Eduardo, o DIÁRIO DO RIO mostrou neste domingo (10/05) um levantamento feito pela Associação Nacional de Hospitais Privados (Anahp) apontando que 90% da rede privada de saúde do RJ já está ocupada. O colapso (lotação total) deve ocorrer em 15 dias.

”Infelizmente, essa análise coincide com a nossa. Os hospitais da rede pública já estão lotados, com filas de espera, e eu acredito que a rede particular também vá apresentar sobrecarga”, corroborou o pesquisador.

Wilson CalmonAlmeida dos Santos, professor de Estatística e coordenador do portal de dados acerca do Coronavírus criado pela Universidade Federal Fluminense (UFF), é ainda mais ”incisivo” e diz que a tendência é que o número de casos confirmados da doença no estado dobre em menos de 10 dias.

Segundo ele, o que explica essa situação é a grande quantidade de pessoas aguardando o recebimento dos testes realizados para confirmar ou não o contágio pela Covid-19.

”Se a maioria dos casos forem confirmados, vamos ter uma explosão desse número. E é até natural que isso aconteça”, disse Calmon.

Vale lembrar que, segundo o último boletim oficial da Secretaria Estadual de Saúde, divulgado neste sábado (09/05), o Rio de Janeiro tem, atualmente, 16.929 casos confirmados de Coronavírus, e 1.653 mortes causadas pela doença.

2 COMENTÁRIOS

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui