Estação Morro do Outeiro, na Zona Oeste do Rio - Foto: Reprodução/Internet

Já virou rotina. Neste sábado (22/08), o BRT Rio sofreu mais um ato de vandalismo. Desta vez, a estação ”contemplada” foi a Morro do Outeiro, na Zona Oeste da capital fluminense. Por lá, foram furtados cerca de 200 metros de cabos de energia. A Light foi contatada, mas, por ora, não há previsão de quando a energia será restabelecida no local. Vale destacar que, mesmo com o acontecimento, a estação segue funcionando, de maneira precária, para não prejudicar os passageiros, já que atende a diversas linhas dos corredores Transolímpica e Transcarioca.

Segundo o BRT Rio, há uma grande preocupação com a questão da segurança dos passageiros, devido à falta de luz na estação. A Polícia Militar já foi informada, para que reforce a presença de agentes do Programa Estadual de Integração de Segurança (Proeis) no local. O BRT Rio também avisou à Secretaria Municipal de Transportes e espera que a Guarda Municipal auxilie no patrulhamento.

Foto: Divulgação/BRT Rio

Desde abril, cerca de 100 estações já foram alvo de vandalismo e, atualmente, o BRT Rio tem um total de 34 estações fechadas por causa disso. As que foram fechadas em razão da pandemia não apresentam condições para reabertura porque foram depredadas.

Há ainda 21 estações fechadas desde 2018 por conta de vandalismo e violência. São a estação Otaviano (corredor Transcarioca) e outras 20 que se localizam no eixo da Cesário de Melo (corredor Transoeste).



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

5 COMENTÁRIOS

  1. O Rio de Janeiro já está em decadência a anos, tenho 21 anos e não vejo nenhuma perspectiva de melhora. Me sinto cada vez mais desestimulado em continuar vivendo nessa cidade

  2. Aqui em Jacarepaguá a coisa está alarmante, os marginais estão roubando e queimando (para separar o plástico do cobre), em plena luz do dia. Sabemos que o poder público tem suas falhas, mas a população carioca (com exceções), está virando algo que não sei explicar.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui