Foto: Reprodução

Somente neste ano de 2021, 6291 pessoas morreram de doenças respiratórias no Estado do Rio de Janeiro, de acordo com dados do Registro Civil dos Cartórios Brasileiros. Mais da metade desses óbitos (cerca de 60%) são de Covid-19. Os casos de Pneumonia também são relevantes, com mais de 1600 ocorrências que levaram a morte, como mostra o gráfico abaixo.

Mortes registradas como derivadas de doença respiratória pelos dados de Registro Civil dos Cartórios brasileiros. Elaboração Instituto Rio 21

A ocorrência de mortes é mais predominante em indivíduos com idade mais avançada, especialmente acima dos 60 anos, classificados como grupo de risco. Contudo, 17,5% das mortes analisadas são de indivíduos até 59 anos.

Percentual de mortes registradas como derivadas de doença respiratória pelos dados de Registro Civil dos Cartórios brasileiros por idade. Elaboração Instituto Rio 21

Em relação aos falecimentos registrados por Covid-19, o perfil não é distante. Nesse caso, 16,5% dos falecimentos por Covid foram de indivíduos com menos de 60 anos.

Percentual de mortes registradas com causa mortis COVID pelos dados de Registro Civil dos Cartórios brasileiros por idade. Elaboração Instituto Rio 21

Quase a totalidade dos indivíduos têm como local de registro de óbito hospitais ou outros serviços hospitalares, cerca de 98,5%. Além desses 1,1% é registrado em domicílio e 0,4% dos casos não foram registrados.

“Nessa atual fase da pandemia, ao que parece o perfil mantém-se o mesmo: indivíduos com idade mais avançada e pouca diferença entre os gêneros. No entanto, apesar de haver um certo perfil do indivíduo acometido com a doença e com a consequência morte, não são inexistentes os casos em jovens e crianças. Conforme apontam os dados até o dia 03/02, divulgados pelo Registro Civil, já faleceram 25 pessoas com menos de 30 anos no Estado somente este ano. Demonstra-se assim que, quando o assunto é COVID, todo cuidado ainda é pouco”, destaca Philippe Guedon, diretor de pesquisa do Instituto Rio 21.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui