Foto: Reprodução

O Dia Nacional de Combate ao Fumo foi celebrado neste domingo, dia 29/08, data que a Secretaria de Estado de Saúde (SES) aproveitou para reforçar que há no estado 447 unidades oferecendo tratamento para quem quer parar de fumar. O serviço integra a campanha mundial “Comprometa-se a parar de fumar durante a pandemia de Covid-19”. Somente na capital, são 125 unidades com o serviço.

De acordo com o Governo do Estado, fumar é uma porta aberta para o coronavírus, que aumenta de duas a três vezes o risco de se desenvolver formas graves da Covid-19. Pesquisas mostram que a nicotina aumenta a expressão de uma enzima que serve de receptor para o vírus entrar na célula, a chamada enzima conversora de angiotensina 2 (ECA2). Isso faz com que a carga viral no tabagista seja maior.

O tabagismo também aumenta o risco de infecções causadas por bactérias, vírus e fungo respiratórios porque reduz a capacidade de resposta do sistema imunológico. Somado a esses fatores, os fumantes ainda apresentam baixa oxigenação dos tecidos, alterações dos vasos sanguíneos e um estado de hipercoagulação que os predispõem à trombose, uma das possíveis complicações da Covid.

O suporte médico é oferecido pela rede do SUS e coordenado pelo Instituto Nacional de Câncer (INCA), que classifica o tabagismo como uma doença causada pela dependência química da nicotina. Segundo o instituto, parar de fumar é um desafio que se tornou ainda maior com o estresse social e econômico adicional, advindos da pandemia.

Levando esse fato em consideração, Samir Feruti Sleiman, responsável pelo Programa Estadual de Controle do Tabagismo, trabalha junto a sua equipe e às coordenações municipais para facilitar o acesso da população ao tratamento.

“O mais importante da campanha deste ano é estimular que os tabagistas tomem conhecimento da existência do programa de tratamento gratuito e de qualidade no SUS para ajudá-los a parar de fumar. A partir daí, poderão procurar a unidade de saúde mais próxima para informações sobre o tratamento. Temos a relação no site da Secretaria de Estado de Saúde. O tabagismo, além dos danos causados à saúde, é uma doença que gera dependência química e, como tal, necessita de tratamento”, afirma Feruti.

Feruti disse ainda que a qualidade de vida apresenta grande melhora ao parar de fumar, assim como a capacidade pulmonar, deixando a pessoa menos vulnerável a inúmeras doenças, dentre elas, a Covid-19.

Para saber mais informações sobre as unidades que oferecem tratamento contra o tabagismo, basta acessar o link .

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui