Daniel Soranz, secretário municipal de Saúde do Rio - Foto: Reprodução

Após a Prefeitura do Rio de Janeiro ter identificado 2 casos da variante Delta do Coronavírus na cidade, o secretário de Saúde da capital fluminense, Daniel Soranz, informou que o município já está rastreando quem possa ter tido contato com essas pessoas.

”Agora a Prefeitura faz o rastreamento de contato. Já sabemos que são transmissões comunitárias, que aconteceram dentro da própria cidade do Rio. No momento, rastreamos cerca de 20 pessoas para cada caso confirmado”, disse.

A Secretaria Municipal de Saúde do Rio divulgou que os casos são de 2 homens, um de 27 e o outro de 30 anos, moradores dos bairros de Vila Isabel, na Zona Norte, e da Ilha de Paquetá, na região central da cidade – onde, inclusive, no último dia 20/06, houve vacinação em massa contra a Covid-19. Ambos, porém, apresentaram apenas sintomas leves e já estão curados.

”Hoje a variante Gama, de Manaus, é a predominante no Rio. Mas a variante Delta, mais contagiosa e mais presente em todo o mundo, já está em circulação na cidade”, ressaltou Soranz.

Além da capital, a variante Delta também foi encontrada no Rio de Janeiro na Região Metropolitana do estado, mais precisamente nos municípios de Seropédica e São João de Meriti, na Baixada Fluminense. A informação é da Secretaria Estadual de Saúde.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui