Imagem meramente ilustrativa

Novas análises sobre a eficácia da vacina de Oxford-AstraZeneca contra a Covid-19 revelaram a necessidade da aplicação de duas doses do imunizante em um intervalo de 3 meses. De acordo com as análises divulgadas nesta terça-feira (2/02), a primeira dose da vacina garante eficácia geral de 76%, dos 22 aos 90 dias após a aplicação.

Após a aplicação da dose de reforço, a eficácia da vacina sobe para 82,4%. A grande notícia é que não foram registradas internações hospitalares, indicando que o imunizante gera um proteção concreta contra casos mais graves. Os novos dados validam os resultados obtidos por outras agências regulatórias no mundo inteiro, que autorizaram o uso emergencial da vacina. Também ficou confirmado ainda que a aplicação de um reforço no prazo de três meses entre as duas doses produz uma taxa maior de eficácia.

Ao dados indicam ainda que a diferença de eficácia apresentada em estudos anteriores estaria relacionada ao aumento de intervalo entre as doses e não ao nível da dose aplicada. A pesquisa mostra que a vacina coíbe a transmissão do vírus. No Brasil, a vacina Oxford-AstraZeneca é produzida pela Fiocruz.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui