Carminha Jerominho é presa por receptação — Foto: Reprodução/TV Globo

A ex-vereadora do Rio Carminha Jerominho, filha de Jerominho, condenado por chefiar a maior milícia da cidade, foi presa na manhã desta quinta-feira (25/02) por receptação de celulares roubados. Além dela, outras 11 pessoas foram detidas na Operação “Cegueira Deliberada“, deflagrada pela Polícia Civil, que investiga a participação de dos grupos paramilitares no contrabando de de cargas de eletrônicos furtados.

Os estiveram em três endereços atrás de Carminha e só a encontraram na casa de uma vizinha. A polícia afirma que ela adquiriu dois celulares roubados. A ex-vereadora disse que os comprou em uma loja e que foram “um presente“.

A ação da polícia visa cumprir mandados de busca e apreensão, no Rio e em Volta Redonda, no sul do estado, contra 26 alvos.

Outros dois alvos da operação foram identificados como policiais militares que agiam como receptores da mercadoria furtada. Os PMs foram conduzidos pela Corregedoria da Polícia Militar para prestar esclarecimentos sobre a ocultação dos aparelhos.

De acordo com as investigações, a maioria dos aparelhos foi destinada para áreas dominadas por milícias, como Campo Grande, Sepetiba, Paciência, Itaguaí, Curicica, Tanque e Rio das Pedras, na Zona Oeste, para serem revendidos aos moradores.

Todos os acusados vão responder pelo crime de receptação, que prevê até quatro anos de prisão.

A operação foi desencadeada após dois meses de investigações e partiram de dois roubos de cargas no Rio.

Uma das ações foi no Terminal de Cargas do Galeão, no dia 7 de março de 2020. Um grupo fortemente armado levou mais de R$ 3 milhões em aparelhos telefônicos.

Outro ataque foi em Ipanema. Foram roubados R$ 120 mil em aparelhos na Rua Alberto de Campos.

O nome da operação (Cegueira Deliberada) segundo a polícia, é uma referência ao fato de que muitos dos receptadores alegam desconhecer a origem ilícita do aparelho, mas não questionam de onde veio e muito menos pedem a nota fiscal.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui