Em 2009, o Rio ganha um importante espaço voltado a cultura. A Casa Daros, que pretende ser uma plataforma de encontro, reflexão e diálogo sobre a atualidade sócio-cultural e artística da América Latina, integrando arte, educação e comunicação.  A instituição, mesmo antes de sua inauguração no centenário casarão localizado em Botafogo, já começa a difundir cultura por várias partes da cidade. E isso pode ser visto em uma exposição no Museu da Maré.

 

O Museu da Maré abre no dia 08 de novembro de 2008, sábado, às 11h, a exposição “Casinha Daros”, que reúne fotografias do antigo casarão de Botafogo, onde funcionará, em 2009, a Casa Daros, feitas a partir de processos artesanais. O registro das imagens foi feito com caixinhas de filme e latas velhas de leite em pó por crianças e jovens que moram na favela da Maré, e alunos das escolas municipais Francisco Alves e João Saldanha, em Botafogo. 

A idéia de exibir as fotografias mágicas e impactantes surgiu após a realização de quatro oficinas, em 2007, na Casa Daros, em Botafogo, sob coordenação do fotógrafo Bira Carvalho, do projeto Imagens do Povo do Observatório de Favelas, com as técnicas de pinhole – literalmente “buraco de alfinete” –, que faz uso do princípio da “câmera escura”, no qual a fotografia se baseia. Nele, a luz entra por um pequeno orifício e é capturada dentro da câmera, fazendo com que a imagem sofra um processo de inversão. Devido justamente à simplicidade da técnica, as fotografias de pinhole apresentam resultados surpreendentes e com caráter artístico.  

 

A exposição ocupará três salas do Museu, e abrangerá fotografias emolduradas na parede, um álbum com todas as fotografias feitas, 23 câmeras artesanais de pinhole e cinco câmeras escuras portáteis.  No dia de abertura da mostra, o público poderá ver ainda fotos e um vídeo que documentaram as oficinas. 

Próximo à exposição será construída uma câmara escura, como uma grande lata de pinhole, para que o público possa entrar e ver o princípio da formação da imagem e entender como se produz a fotografia.

A exposição no Museu da Maré mostrará também nove fotografias dos alunos de escolas públicas, que participaram do projeto em 2008, além dos trabalhos das crianças e jovens da comunidade. 

 

Serviço: “Casinha Daros”, de 08 de novembro – 21 dezembro de 2008, Casa de Cultura da Maré, Avenida Guilherme Maxwell, 26, Maré (em frente ao Sesi de Bonsucesso; a rua é a primeira após os quartéis da Aeronáutica e do Exército).

Telefones: 3976.8779 e 3868.6748.

Sempre de segunda a sexta, das 9h às 18h; sábados, das 10h às 14h. Acesso para deficientes no andar térreo. Entrada franca.

O Diário do Rio, agradece a Luiza de Andrade da CW&ACOMUNICAÇÃO, pelo envio das informações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui