Foto Cleomir Tavares / Diario do Rio

Em vistoria ao Hospital Municipal Souza Aguiar, localizado no Centro do Rio de Janeiro, em 26 de agosto, o Departamento de Fiscalização (Defis) do Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro (Cremerj) constatou algumas irregularidades, como o grande déficit de recursos humanos, principalmente o de médicos clínicos. A carência também afeta outras especialidades médicas, enfermeiros e técnicos de enfermagem.

Na fiscalização, foi também verificado que o fluxo em relação ao atendimento de pacientes na sala vermelha não segue os padrões recomendados, além de faltas pontuais de insumos.

A direção nos informou que aguarda a contratação de profissionais pela Rio Saúde, que é a empresa do município. A expectativa é de que sejam admitidos médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem para suprir a atual carência. Ficamos preocupados com a situação e, junto à Defensoria, vamos continuar acompanhando para verificar o andamento das ações”, afirmou o diretor do Cremerj Guilherme Nadais, responsável pelo Defis.

A defensora pública Thaisa Guerreiro, que coordena a área de Saúde e Tutela Coletiva da Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro (DPRJ), participou com o Cremerj da vistoria.

Procurada, a Secretária Municipal de Saúde ainda não se pronunciou sobre o caso.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui