07/04/2011; Rio de Janeiro; Ataque a Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, onde os crimes aconteceram. Foto: Shana Reis

Foi aprovado, em primeira discussão, nesta quarta-feira, 11/08, o Projeto de Lei 136/2021, de autoria da vereadora Monica Benicio (Psol), que concede pensão vitalícia às famílias das vítimas do Massacre de Realengo, que completou 10 anos recentemente. A iniciativa legislativa contou com a parceria dos vereadores Tarcísio Motta e Chico Alencar, que são do mesmo partido que Monica.

“Aquelas crianças estavam naquele 07 de abril de 2011, no lugar certo, na hora certa e fazendo a coisa certa. Elas estavam na Escola. Essa escola que deveria ser a fábrica de sonhos, vida e esperança, foi naquela manhã um cenário de terror, morte e desesperança. O poder público tem responsabilidade nesta tragédia, e o mínimo que se espera é o acolhimento e a assistência financeira a essas famílias”,
afirma Monica.

De acordo com o projeto, a aprovação do PL 136/2021 não é capaz e nem tem a pretenção de reparar a perda e a dor dos familiares das 12 criança que tiveram suas vidas ceifadas. Ele apenas possibilita que suas mães, pais e familiares tenham condições dignas para cuidar de suas vida e de sua saúde mental e física.

A iniciativa seguirá tramitando na Câmara dos Vereadores.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui