Organizadas pelo MLB (Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas), cerca de 150 famílias invadiram um edifício histórico na Rua da Alfândega, no Centro. A edificação pertence ao governo do Estado. O ato aconteceu na última sexta-feira, 25/06, e se segue a uma onda de invasões a imóveis de particulares que temos noticiado freqüentemente na região.

No prédio, no passado, funcionou um banco alemão; o imóvel foi confiscado pelo Governo do Brasil na época da Segunda Guerra Mundial e, depois, teria sido tombado pelo Estado. Ele possui lindos vitrais e detalhes em mármore de carrara.

Em nota, a Secretaria de Infraestrutura e Obras informou que depois de uma reunião entre representantes do Governo do Estado, da Prefeitura do Rio e das famílias que ocuparam o prédio, foi acertado que as pessoas deixarão o local até a próxima terça-feira (29/06).

A Prefeitura do Rio se comprometeu a viabilizar o terreno e o Governo do Estado começará de imediato o cadastramento das famílias e posterior edificação de unidades habitacionais a serem erguidas em outra localização.

Segundo o MLB, o prédio estaria abandonado há vários anos e não cumpriria sua “função social”, sendo, ainda segundo o movimento, agora utilizado como moradia de dezenas de camelôs, diaristas, donas de casa e trabalhadores desempregados que teriam perdido suas casas durante a pandemia.

7 COMENTÁRIOS

  1. Vandalismo contr monumentos historicos, orquestrados pela pseuda esquerdalha , em cima das eleicoes. Em Chapeco tem espaco para varias casas, para quem precisa de um teto.

  2. São tantos comentários cruéis e sem um pingo de compaixão e amor ao próximo, quantos jungamentos todos acham que são bandidos e vagabundos, porque querem um lugar pra morar tenho pena dos pensamentos mesquinhos e egoístas dessas pessoas que não tem impatia nenhuma esse é o mundo que vivemos cada um só pensa em si mesmo e no seu bem estar lamentável comportamento

  3. A situação já não estava boa, agora com os tentáculos daquele Boulos de merda chegando no Rio, vai piorar a favelização, agora no centro.
    Existe uma certa ideologia política aí que ama fazer apologia as misérias

  4. Se não cortarem o mal pela raiz, eles vão ocupar os muitos prédios históricos e do Estado que estão abandonados. Formarão favelas verticais e depois não haverá político que tenha coragem para tira-
    los.

  5. Oportunismo, devem estar destruindo e roubando o q puderem, abram o olho, fazem isto com muita habilidade, principalmente os falsos camelôs, q em sua grande maioria são mutreteiros e armadores cheio de malandragem, misto de deboche, abuso, cara de pau e sacanagem.
    Separem o joio do trigo, o q destruírem, a associação q os apoiam, deve responsável pela indenização, ñ pode dar mole, é a linguagem q entendem.

  6. E um absurdo essa gente invadir um prédio ou qualquer que seja o local,que não e deles,e depois querem ser indenizados para sair do que não e deles …tinha que botar todo mundo na cadeia, vagabundos…

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui