Colégio Santo Amaro (Foto: Reprodução Internet)

A notícia do fechamento do tradicional Colégio Santo Amaro, em Botafogo, na Zona Sul do Rio, provocou um verdadeira mobilização entre pais de alunos e estudantes para tentar salvar a instituição, que tem 97 anos de tradição.

Um abaixo assinado foi criado na internet com o objetivo de evitar o encerramento das atividades na quase centenária unidade de ensino. Até a publicação dessa matéria, haviam 5.252 assinaturas.

”Nós, familiares, estamos desolados, tristes e inconformados com essa notícia”, dizem os pais e estudantes.

Nesta terça-feira (29/09), foi divulgado um comunicado, assinado pela diretora, a irmã Maria Therezinha dos Santos Ferreira.

”Chegamos à triste conclusão que não temos condições de dar continuidade a nossa missão, notadamente pelo aumento das despesas e a diminuição do número de alunos, situação essa em muito agravada pelo aumento exponencial da inadimplência nesse período de pandemia”, disse a irmã.

Fundado em 15 de janeiro de 1923, o Colégio Santo Amaro anunciou que vai fechar as portas ao fim do ano letivo. Com turmas da Educação Infantil ao Ensino Médio, a escola de 97 anos é dirigida por Irmãs Beneditinas Missionárias. O anúncio foi feito ontem, em comunicado assinado pela diretora, a irmã Maria Therezinha dos Santos Ferreira.

Confira a nota dos pais dos alunos na íntegra

”Nós, familiares, estamos desolados, tristes e inconformados com esta notícia. Esta escola não é apenas uma casa antiga. Esta escola pulsa, respira, sente, transmite, ama, ensina, corrige, sofre, alegra-se, festeja, pois é feita das partículas sensíveis de amor de todos os que aqui freqüentam e trabalham. Cada funcionário faz pulsar esta casa, tia Sheila, Sr Medeiros, Rubenita, Cida, Sirlene, Jorge, Ercília, Gilson, Geovana, etc, fazem o Colégio Santo Amaro ter uma atmosfera única e inigualável. Importante citar tias e professores, Vera, Teresa, Margarida, Márcia, Denise, Cláudia, Raquel, Leny, Sônia, Carlucho, Janaína, Maria Luiza, Hugo, Magal, Bruno, Rafael, Cínthia, Verdugo, Robson, Patrícia, Pedro, João Gabriel, Aline, Gabi, Deivid, Risovaldo e tantos outros nomes que da mesma forma dão vida às salas de aula, pátios e a cada cantinho da escola.

Não queremos o término de uma instituição que brilha em nossos corações e não podemos deixar agonizar este local do saber, da tradição que valorizamos, dos valores que apoiamos. Não!

Não aceitamos esta morte.

Há formas e ideias, muita vontade, de juntos, com criatividade, salvar este recinto que é demais especial para cada um de nós.

Tradição é requisito sério e aqui este valor prevalece.

Existem muitos filhos do Santo Amaro que ficarão órfãos se esta luz apagar-se.

Avós, filhos e netos que estudaram no Santo Amaro são como se fossem as folhinhas da grande árvore do pátio. Nós estamos entranhados, enraizados como a velha mangueira que nos dá oxigênio e sombra. Somos  uma grande família que necessita, voar, mas, voltar, necessita deste lugar como o filho que precisa ter a referência do seu lar e que sabe que mesmo longe ou com o passar dos anos, a casa dos pais estará de portas abertas a recebê-lo.

Este é nosso sentimento e esperamos com todo o nosso amor, salvar o Colégio Santo Amaro.”

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui