O objetivo da dieta detox é fazer uma limpeza, facilitando a eliminação de toxinas e outras substâncias nocivas que atrapalham o funcionamento adequado do organismo, principalmente após exageros alimentares.

Os protocolos de detox variam entre 3 a 7 dias, podendo ter uma fase de alimentação somente líquida evoluindo para sólida até o final da dieta. O valor calórico total é bem restritivo com o intuito de acelerar o processo de emagrecimento, razão pela qual a maioria das pessoas recorre a essa dieta.

Alimentos com potencial anti-inflamatório são introduzidos, assim como alimentos inflamatórios ou industrializados são excluídos do cardápio. O consumo de chás diuréticos é recomendado para auxiliar as vias de eliminação. 

Atividade física intensa deve ser evitada, pois o aporte energético é baixo, podendo gerar fraqueza, tontura, mal estar ou dores de cabeça.

É uma dieta com data para começar e data para acabar. E muitas vezes difícil de ser seguida por grande parte das pessoas.

Analisando como funciona a dieta detox, qual seria a razão lógica para que valesse a pena passar por esse protocolo tão restritivo e sofrido?

Vejo que as pessoas recorrem a esse tipo de estratégia nutricional com o objetivo de atingir resultados rápidos de emagrecimento; ou se sentem muito culpadas por períodos de orgias alimentares, e acreditam que precisam passar por restrições severas para retomar o peso de antes do exagero.

Ao meu ver, os prejuízos da dieta detox podem ser maiores do que as promessas de benefícios para a saúde e emagrecimento em 7 dias de protocolo.

O que acontece de definitivo em termos de saúde em uma semana? Nada!

Bom, vamos aos pontos importantes para sustentar a minha linha de raciocínio ete mostrar por que eu não acredito ter vantagens em fazer uma dieta detox.

Dieta significa estilo de vida, isto é, uma alimentação saudável que você adota para a sua vida cotidiana que promove saúde, vitalidade e bem estar. Este é o conceito correto da palavra dieta, e não algo que você faz por um período curto e depois abandona as escolhas alimentares adequadas.

O fígado é o órgão responsável pela limpeza e destoxificação do corpo. É necessário dar suporte nutricional para que ele cumpra sua função de eliminar as toxinas do organismo. Se o seu fígado está sobrecarregado por maus hábitos alimentares, excesso de medicamentos, bebida alcoólica, poluentes ambientais, drogas, fumo, etc.. uma mudança de estilo de vida é fundamental para que a saúde volte a prosperar.

Uma alimentação saudável tem como base os mesmo alimentos indicados na dieta detox. Alimentos naturais, como frutas, verduras, legumes, grãos integrais, castanhas, sementes, óleos nutritivos; ricos em vitaminas, minerais, fibras, antioxidantes e de perfil anti-inflamatório.

Ao passo que devemos evitar em nosso dia a dia alimentos inflamatórios para o nosso corpo, como carnes gordurosas, frituras, açúcar, doces, farinhas refinadas, produtos industrializados, embutidos, bebida alcoólica. Alimentos também excluídos no protocolo detox.

Após períodos de orgia alimentar, são necessários apenas dois dias de retorno a sua rotina para seu organismo voltar a funcionar adequadamente, quando o estilo de vida é saudável e a alimentação for equilibrada.

Além disso, dieta muito restritiva em calorias pode atrapalhar o metabolismo, favorecer a redução da massa muscular e gerar desequilíbrios nutricionais após o término, gerando resultados de perda de peso somente a curto prazo.

O meu conselho de saúde e bem estar é comer saudável na maior parte do tempo.

Em situações de orgia alimentar, potencialize os efeitos de limpeza do seu fígado, sem necessariamente fazer uma dieta detox com essas dicas:

Retome o seu padrão alimentar saudável o quanto antes.

Aumente o consumo de vegetais verdes escuros, excelentes fontes de substâncias antioxidantes e anti-inflamatórias.

Invista em chás diuréticos e termogênicospara acelerar a eliminação de toxinas do organismo: chá verde, chá branco, cavalinha, hibisco. 

Priorize o consumo de alimentos integrais como frutas, verduras, cereais integrais, leguminosas e sementes. 

Faça um jejum fisiológico, isto é, um repouso de pelo menos 12 horas em estado não alimentado.

Não custa lembrar do básico. Beber bastante água. A melhor solução pra eliminar as toxinas do corpo.

Formada pelo Centro Universitário Newton Paiva - Belo Horizonte, com Pós graduação em Nutrição Esportiva Funcional pelo VP Centro de Nutrição Funcional - Rio de Janeiro. É Nutricionista do BNDES (Nutrendo), Consultoria Nutricional do Programa de Treinamento online Treinando em casa com o Rafa @personalrafamachado, , Nutricionista do Projeto Social Avante @projetoavante_ e Nutricionista parceira do N Comidas (marmitas saudáveis e balanceadas) @n.comidas_n.comidas

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui