Essa é uma angústia constante de quem controla a alimentação, principalmente quem está em processo de emagrecimento. Uma dieta para perda de peso, por mais que esteja super balanceada, gera desconforto. É normal a pessoa se sentir em privação alimentar, e é isso que acontece.

A palavra DIETA significa estilo de vida, portanto, quem procura melhorias no estilo de vida vai se deparar com a necessidade de evoluir para um padrão de alimentação com mais qualidade nutricional. E para otimizar o processo de emagrecimento, essa dieta também terá um valor calórico reduzido do que o seu habitual para gerar um déficit calórico e ajudar na perda de peso. Porém, essa restrição não deve ser muito severa. Quanto mais o seu cérebro entender que você está em privação, maior será a necessidade de compensação. Isso significa, mais desejo de comer o que não deveria e de forma descontrolada para compensar o sacrifício que é ficar sem os alimentos que você gosta e sente prazer em comer.

Mas então o que fazer para evitar essa situação?

Se você tem um objetivo claro e consciente do seu “por que” de querer emagrecer e mudar seus hábitos alimentares, fica mais fácil se manter na linha e seguir em diante. Por mais que seja difícil esse processo de mudança de padrões, quanto mais firme você ficar no seu propósito, mais chances de sucesso no tratamento. O diferencial de quem alcança resultados mais rápidos e duradouros está na força de vontade e na disciplina de se manter dentro do que foi proposto na maior parte do tempo. Claro que existem excessões. Se realmente for uma exceção, ok. Se essas exceções começarem a ser constantes, ela vira regra e daí é grande a chance de você se perder no meio do caminho.

Quero ressaltar que dieta extremamente restritiva não funciona. Não vale a pena perder peso de forma rápida e recuperar tudo depois. Esse é o primeiro pensamento de quem exagera:Preciso emagrecer rápido o que eu ganhei nesse fim de semana ou feriado. Vou fazer jejum, tomar suco detox, fazer a dieta da sopa, treinar 2 horas por dia, etc..
De que adianta esse sacrifício? Só serve para gerar desequilíbrios hormonais, queda de energia, perda de massa muscular, oscilações de humor, favorecer o desenvolvimento de transtornos alimentares. E mais uma vez aquele sentimento de incapacidade e frustração.
Meu conselho para você que exagerou e quer evitar esse tipo de situação:
Faça uma dieta que você se sinta bem. O corpo responde rápido a uma intervenção positiva.

Tenha um “por que” claro para ser mais tranquila essa transição de padrões alimentares.
Faça acordos com você mesmo. Decida em quais momentos realmente vale a pena abrir excessão.

Mantenha seu corpo ativo. Os exercícios físicos ajudam a manter o foco na dieta.
Nada de intervenções malucas para compensar os exageros. Seu corpo tem capacidade de reverter o estrago feito. Agora tenha calma e paciência para retomar o processo.

Não se desespere. Saiu do ritmo, só volta!

2 COMENTÁRIOS

  1. Quer aprender do ZERO a como emagrecer de forma saudável? Ahh mas não tenho tempo. Não se preocupa esse método  é rápido em apenas 17 dias! Mas eu não sei nada sobre alimentação saudável. Relaxa aqui a gente te ensina. Pronto agora não vai inventar mas desculpas e vem conhecer esse método incrível https://bit.ly/3j3s8z6

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui