É muito comum as pessoas relatarem que tem receio de usar o azeite para cozinhar porque já ouviu falar que ele “estraga” ao aquecer. Atualmente este é o maior mito sobre as gorduras alimentares que escuto as pessoas falarem. Pelo contrário, o azeite, seja ele virgem ou extra virgem, é a melhor fonte de gordura para o preparo dos alimentos. E justamente por ser um alimento puro, fonte de nutrientes importantes e propriedades anti-inflamatórias para o corpo, é também a opção mais cara.

É necessário entender que todos os tipos de gordura sofrem alterações na sua composição química com o aquecimento, e quanto mais alta a temperatura de cocção, maiores serão essas alterações. Por isso que fritura de imersão é a pior opção de preparo de um alimento. Cozinhar em fogo médio para baixo ou assar em baixas temperaturas são as melhores formas de preservar as características químicas e nutricionais da gordura utilizada.

Outro mito clássico, que felizmente está perdendo forças, é quem ainda acha que a margarina faz bem e a manteiga faz mal à saúde. Na verdade, é o oposto disso! A manteiga é uma gordura natural produzida a partir da porção gordurosa do leite de vaca. É uma opção saudável para o preparo dos alimentos, assim como o azeite.

Já a margarina é produzida a partir do óleo vegetal, após várias etapas industriais até sua solidificação. Tanto a margarina quanto os óleos vegetais, (soja, milho, canola, girassol) são sem dúvida, as piores fontes de gordura para o nosso organismo. Altamente inflamatória e maléfica para a saúde. Infelizmente é a mais utilizada pela população em geral e pela indústria alimentícia, por ser barata e mais acessível. Se esta for a única alternativa para você, use o mínimo possível.

Outra boa opção como fonte de gordura da alimentação é o óleo de coco. Alimento natural com propriedades anti-inflamatórias e antifúngicas. Seu uso virou moda anos atrás, porém apesar de saudável, deve ser usado com cautela e moderação, devido a grande concentração de gordura saturada.

As gorduras são os nutrientes mais calóricos da dieta, exercem importantes funções metabólicas, como a produção de hormônios, favorece a absorção de vitaminas, constituição de tecidos e proteção de neurônios. Consumida com moderação aumenta a saciedade e controla o apetite.
Alimentos gordurosos também são bem vindos na dieta, como o abacate, coco, castanhas e sementes.

Importante ressaltar, que alimentos ricos em gordura não virão gordura no corpo. Os excessos alimentares, que podem vir de carboidrato e de proteína também, é que se transformam em tecido adiposo para serem estocados quando você comer além da conta.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui