O gengibre é uma raiz proveniente da Ásia com propriedades nutricionais fantásticas. Muito utilizado na culinária, como uma especiaria, assim como na medicina para fins terapêuticos.

Possui efeito direto no sistema digestivo, respiratório e circulatório. Além de ter ação bactericida e desintoxicante.

Seus principais benefícios:
O gengibre tem propriedade antiemética, sendo utilizado para prevenir náuseas e vômitos, além de combater o enjoo causado pelo tratamento de câncer.

Excelente para indigestão e gases, pois melhora muito o poder digestivo dos alimentos, principalmente das gorduras.

É um potente antioxidante e anti-inflamatório, muito usado para aliviar as dores de doenças autoimunes, como a artrite reumatóide, e também dores musculares. Além disso, é termogênico, isto é, aumenta o gasto energético acelerando o metabolismo, podendo ser um coadjuvante no emagrecimento.

Sua ação antimicrobiana previne infecções do trato respiratório, como tosse, asma e bronquite. Sendo indicado também na prevenção de gripes e resfriados.

Possui efeito vasodilatador, podendo interferir na pressão arterial. Existe um questionamento sobre o uso do gengibre para pessoas hipertensas. O gengibre não causa hipertensão, porém, pelo seu efeito vasodilatador, pode gerar alteração da pressão arterial e da frequência cardíaca. Se sua pressão arterial estiver controlada através de medicação, pequenas doses não são contra indicadas. Na dúvida, é melhor evitar, e sempre relate os sintomas com o seu médico.

O nutriente ativo mais importante do gengibre se chama gingerol. Esse é o ativo que caracteriza as propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, além de ser responsável pelo sabor picante do gengibre.

Pequenas quantidades de gengibre já são suficientes para ter seus efeitos terapêuticos. Apesar de não ter uma ingestão diária estabelecida, é recomendado em torno de 2 a 4 gramas ao dia, o que representa 1 colher de café.

Há relatos de pessoas que sentem desconforto estomacal e azia após o consumo de gengibre. Neste caso, o melhor é que ele não faça parte da sua dieta. Nenhum alimento, por mais nutritivo e saudável que seja, faz bem para todas as pessoas. Pratique a auto observação.

Maneiras de utilização:
Da raiz podemos fazer chás, água aromatizada e tempero para o preparo dos alimentos. Na versão em pó, podemos utilizar em shots matinais, sucos e vitaminas.

Sugestões de Receitas:

Chá: use a raiz do gengibre ralada.  Aqueça a água e depois acrescente a água quente ao gengibre. Deixe em infusão por 5 minutos e coe. Não ferva a raiz para evitar a perda dos compostos bioativos.

Shot matinal: água, limão espremido e uma pitada de gengibre em pó. Um boom de nutrientes pra começar o dia.

Sopa: abóbora, cenoura e gengibre ralado. Pense numa combinação perfeita e deliciosa. Uma explosão de sabores!

Suco antioxidante: melancia, manjericão, gengibre em pó e água de coco. Refrescante para o verão ou após o exercício.

Lembrando que um alimento pode ser maravilhoso, mas se ele não for maravilhoso pra a sua saúde individual, ele é péssimo!



Toda manhã o resumo do Rio de Janeiro

Fernanda Mendonça Dias

Formada pelo Centro Universitário Newton Paiva - Belo Horizonte, com Pós graduação em Nutrição Esportiva Funcional pelo VP Centro de Nutrição Funcional - Rio de Janeiro. É Nutricionista do BNDES (Nutrendo), Consultoria Nutricional do Programa de Treinamento online Treinando em casa com o Rafa @personalrafamachado, , Nutricionista do Projeto Social Avante @projetoavante_ e Nutricionista parceira do N Comidas (marmitas saudáveis e balanceadas) @n.comidas_n.comidas

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui