Esta é a pergunta que mais recebo na minha prática clínica. É um questionamento unânime quando o assunto é dieta e emagrecimento.

Vamos lá, antes de discursar sobre o tema e dar uma resposta baseada na fisiologia humana, sempre gosto de promover uma reflexão madura e coerente quando o assunto em questão são mitos ou fragmentos de informação sem embasamento científico. Nunca pretendo convencer as pessoas a fazerem o que eu digo sem antes desenvolver um pensamento crítico e uma autoanálise sobre seu questionamento.

Primeiro de tudo, não existe alimento vilão ou mocinho. Comida não é história de super-herói  que precisa ser enfrentada e derrotada. Quem encara a alimentação dessa forma, provavelmente, segue modismos, tem um histórico de dietas extremamente restritivas ao longo da vida e desenvolveu uma relação de medo e culpa com a comida. A alimentação é um aliado à nossa saúde e não um adversário que precisamos combater.

Outra coisa, se o carboidrato fosse indispensável, como alguns dizem por aí, será que ele seria o nutriente mais abundante na natureza? Ou será que a gente está com medo dele porque não estamos sabendo fazer as melhores escolhas e comer com consciência e moderação?   

Olha só essa frase:

  • Estou comendo somente salada e proteína no almoço e no jantar porque estou querendo emagrecer. Mas sinto um desejo incontrolável de comer doce, então no final do dia eu não aguento e como uma barra de chocolate ou um pedaço grande de algum doce.

Sinceramente, você acha que está agindo de forma correta? Percebe como é incoerente trocar alimentos de verdade, nutritivos, vindos da natureza, como por exemplo: arroz, feijão, batata; por um chocolate ou outro produto industrializado, cheio de açúcar e gordura hidrogenada? Isso é totalmente incompatível com seu objetivo!

Na maior parte das vezes, a pessoa já sabe a resposta para sua dúvida, ela só não sabe como aplicar esses conceitos na sua vida diante de tanta informação contraditória que lê ou escuta por aí.  

Dito tudo isso, agora sim eu posso falar da importância do consumo dos carboidratos na sua alimentação. Ele é nossa maior fonte de energia, tanto para os músculos quanto para o cérebro, regula a produção dos nossos hormônios, melhora a qualidade do sono, equilibra nosso humor e aumenta a disposição física.

Uma dieta com baixos níveis de carboidrato pode gerar irritabilidade com piora nos sintomas da TPM, cansaço excessivo podendo prejudicar o rendimento na prática de exercícios, queda no metabolismo com prejuízo no desenvolvimento de massa muscular, desequilíbrio hormonal, e o principal, gerar mais ansiedade fazendo você comer em maior quantidade, de forma impulsiva e descontrolada favorecendo o ganho de peso ao invés de emagrecer.

O caminho do emagrecimento sustentável é uma dieta com níveis moderados de carboidrato, escolhendo as melhores fontes alimentares, que são as frutas, verduras, legumes, cereais integrais, feijões e outros grãos, ricos não só em carboidratos, mas também em fibras, vitaminas, minerais, fitoquímicos e antioxidantes que vão melhorar sua saúde, e consequentemente, promover o emagrecimento saudável.

Você definitivamente não precisa excluir o carboidrato da sua alimentação para emagrecer. Não vale a pena fazer seu corpo sofrer com restrições severas e desnecessárias almejando um resultado rápido. Avalie e reflita antes de fazer intervenções alimentares que poderão prejudicar sua saúde a longo prazo. De que adianta todo o esforço para emagrecer se você não for capaz de manter!?

8 COMENTÁRIOS

  1. Oiiii, DIARIODORIO. TUDO BOM?

    QUERO AJUDAR VOCÊ A EMAGRECER SEM ESFORÇO E O MELHOR: COM SAÚDE!
    Acessa o link e aproveita! http://bit.ly/EMAGREÇA15KEM8SEMANASSEMESFORÇO

    SUBSTITUA APENAS 1 REFEIÇÃO
    POR DIA E EMAGREÇA
    ATÉ 15Kg EM 8 SEMANAS

    SACIA A FOME
    INIBE A COMPULSÃO POR DOCES
    REGULA O INTESTINO
    MELHORA O ASPECTO E A TEXTURA DA PELE
    CONTROLA A ANSIEDADE
    ACELERA A DIGESTÃO
    AUMENTA A ENERGIA E DISPOSIÇÃO
    DESTRÓI GORDURA LOCALIZADA
    ACABA COM A RETENÇÃO DE LIQUIDO
    CONTROLA O COLESTEROL
    AUMENTA A IMUNIDADE

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui