A palavra dieta vem do latim e significa modo de vida. Porém, o termo dieta é entendido pela maioria das pessoas como uma alimentação restritiva, realizada por um período de tempo, com algum objetivo estético específico onde acontecem privações alimentares até o alcance dos resultados desejados.

Existem muitas situações em que uma dieta controlada e orientada por um nutricionista é essencial para reestabelecer a saúde e o equilíbrio do corpo.

Quando existe a necessidade de controle ou tratamento de doenças.

Quando se convive com sintomas de desconforto ou queixas de desequilíbrios sem necessariamente a presença uma doença já diagnosticada.  

Quando há razões para alteração na composição corporal, seja para emagrecimento ou hipertrofia muscular.

Para melhorias do desempenho esportivo de praticantes de atividade física.

Quando é necessário resgatar a conexão com os sinais fisiológicos de fome e saciedade para recuperar o equilíbrio metabólico e hormonal.

Quando há uma relação disfuncional com a comida.

Quando é preciso aprender sobre educação nutricional e sobre as propriedades dos alimentos e suas funções em nosso organismo.

Tirando os momentos em que fazer uma dieta controlada é fundamental, a alimentação intuitiva é a dieta de base do ser humano. Intuitiva no sentido de perceber os alimentos que fazem bem e os alimentos que fazem mal ao seu organismo. Baseada nas demandas energéticas do seu corpo em resposta ao seu metabolismo. As quantidades de alimentos são definidas pela sensação de fome e pela observação dos momentos de maior necessidade de energia de acordo com a sua rotina diária.

A comida envolve todas as situações da nossa vida. Todo ser humano precisa entender pelo menos o básico sobre alimentação para sobreviver. É impossível delegar para outra pessoa suas próprias necessidades fisiológicas.

A sinalização correta exige uma real conexão entre você e o seu corpo, os sinais e comandos enviados por ele são entendidos por você, e aí a mágica acontece. Seu

corpo prospera, você se sente confortável, com vitalidade, com energia, possui um peso adequado, não se queixa de dores ou desconfortos, usa poucos ou nenhum medicamento regularmente.

 Entender os princípios de um estilo de vida saudável é a chave para aplicar o que chamamos de alimentação intuitiva.

Os princípios básicos são:

Se hidratar adequadamente. Beber bastante água ao longo do dia.

Comer porções generosas de frutas, verduras e legumes diariamente.

Estabelecer uma rotina planejada de alimentação, exercício e sono.

Respeitar o relógio biológico natural acordando cedo e dormindo cedo.

Fazer um jejum fisiológico de 12 horas. O corpo precisa de pausa alimentar.   

Comer quando sentir fome. Evitar comer em excesso ou beliscar fora de hora.

Cuidar da digestão através da mastigação eficiente.

Comer comida de verdade, alimentos naturais e integrais de boa qualidade.

Evitar consumo de produtos industrializados, processados e ricos em açúcares.

Alimentação intuitiva é a dieta da sua vida quando você e seu corpo passam a se comunicar de forma eficiente. Não é fácil escutar o corpo quando a mente quer outra coisa. Exige dedicação em se observar.

Formada pelo Centro Universitário Newton Paiva - Belo Horizonte, com Pós graduação em Nutrição Esportiva Funcional pelo VP Centro de Nutrição Funcional - Rio de Janeiro. É Nutricionista do BNDES (Nutrendo), Consultoria Nutricional do Programa de Treinamento online Treinando em casa com o Rafa @personalrafamachado, , Nutricionista do Projeto Social Avante @projetoavante_ e Nutricionista parceira do N Comidas (marmitas saudáveis e balanceadas) @n.comidas_n.comidas

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui