Festival Ilumina Zona Oeste retorna em dezembro

Festival Ilumina Zona Oeste promove cursos, intervenções culturais, arte e gastronomia aos moradores do entorno

Entre os dias 03 e 12 de dezembro, pontos de BRTs, ruas, praças e estabelecimentos gastronômicos da Zona Oeste darão lugar a iniciativas culturais promovidas pelo Festival Ilumina Zona Oeste, atração que chega a sua 5ª edição buscando dar visibilidade aos artistas da região, com intensa programação cultural gratuita espalhada por toda Zona Oeste.

O evento oferece experiências artísticas em espaços urbanos, no seu ir e vir pela região, como ruas, praças, viaduto de Realengo, ônibus e em equipamentos culturais e espaços de educação.

Dentre os destaques, a abertura trará o saxofonista de Santa Cruz, Ronaldo Martins, conhecido por suas intervenções culturais que fazem sucesso pela cidade, tocando muita música no ponto de BRT Mato Alto, às 17h.

No sábado, 04, das 09h às 11h, acontecem oficinas populares na Feira Livre da Colônia em Jacarepaguá, visita guiada ao Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea e a atração do Bloco Império Colonial. Já a partir das 17h, o Viaduto de Realengo terá exposição de grafite e performance teatral. No domingo, 05, a Praça de Skate de Campo Grande promove Cultura Urbana. Ainda no domingo a Praia de Sepetiba contará com uma animada apresentação do grupo Bora Batucar.

Haverá também um animado Rolezinho gastronômico, com André Gabeh, que percorrerá um percurso por diferentes lugares na Zona Oeste, provando e divulgando em suas mídias sociais, ao vivo, iguarias de empreendedores que fazem história na localidade, como Joelho do Geléia, em Bangu; Pastel do Fernado’s em Pedra de Guaratiba e Churrasco do Bar do Lu, em Santa Cruz.

E, não para por aí, ao longo da semana acontecem lives literárias, nova edição da FES – Feira de Empreendedores Sustentáveis, em parceria com Casa de Cultura de Jacarepaguá, e muito mais. O encerramento, no dia 12/12, fica por conta do grupo Folia de Reis do Sertão Carioca, no Museu do Pontal.

Luiza Serpa, fundadora do Instituto Phi, criadora e cogestora da iniciativa, se alegra em conhecer, assim como proporcionar oportunidade a diversos empreendedores da arte.

A cada edição o Festival ganha mais parceiros, dando oportunidades para novos participantes. A Zona Oeste é um celeiro de fazedores da cultura, precisamos gerar oportunidades para fomentar a cultura nesta região”, explica Luiza Serpa.

Pablo Ramoz, curador do Festival, também se alegra em poder trazer uma nova edição do festival e voltar para o formato presencial.

Mc Hevelin

“O Festival esse ano vai levar ao público a possibilidade de ter contato com as artes no seu dia a dia, na volta do trabalho, nas ruas. As apresentações do Ilumina são a nossa forma de abraçar quem mora na Zona Oeste. Sabemos que as periferias e favelas sempre sofreram com o apagamento cultural e a falta de acesso aos direitos sociais fundamentais, especialmente a cultura. Na R.A de Santa Cruz o Índice de Acesso à Cultura é 05 numa escala ade 0 a 100 (Fonte: Plano Santa Cruz 2030). A gente não pode manter 41% da população do Rio privada de experiências artísticas, porque isso traz consequências sérias na formação ética, estética e cidadã. Iluminar a cultura é iluminar a vida. ”

SERVIÇO
Ilumina Zona Oeste
Data: 03 a 12 de dezembro
Classificação etária livre
Acesse a programação no site: www.iluminazonaoeste.org.br

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui