1° Festival Online de Curtas 'Rio Eu Te Amo' está com inscrições abertas. Imagem: Divulgação

Estão abertas as inscrições para a 1ª edição do Festival Online de Curtas ‘Rio Eu Te Amo’, para estudantes da rede pública (municipal, estadual e federal) de ensino do Rio de Janeiro, ou aqueles que concluíram o ensino na rede pública no ano de 2020, com 14 anos ou mais. 

Podem ser abordados assuntos relacionados à cultura, paisagens, ecoturismo, turismo cultural, arte, costumes, dentre outros.

O Festival é um dos desdobramentos do projeto ‘Rio Que Te Quero Verde‘, aprovado no edital ‘Prêmio a Projetos de Fomento a todas as Artes’  da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, através da Secretaria Municipal de Cultura, do Ministério do Turismo e do Governo Federal, em novembro do ano passado.

O primeiro lugar recebe R$1.500, além de ter seu curta incluído como conteúdo extra na série de TV documental ‘Rio Que Te Quero Verde‘, que será exibida na emissora Travel Box Brazil e apresentará o patrimônio cultural e as belezas naturais da cidade do Rio de Janeiro. O segundo colocado recebe R$1.000 e o terceiro lugar recebe R$500.

Segundo seus organizadores, a proposta é trazer um olhar de valorização para a cidade do Rio de Janeiro e democratizar o processo de produção audiovisual em comunidades locais, especialmente entre jovens da rede pública de ensino. 

“Com o ‘Rio Eu Te Amo’, pretendemos despertar o olhar da comunidade para que ela possa produzir conteúdos que promovam o turismo cultural e ecoturismo da região”, diz Bárbara Rocha, jornalista e uma das idealizadoras e condutoras do festival, junto com o cineasta Vagner Alcantelado.

Para quem não souber nada ou pouco sobre produção de vídeo, seus idealizadores disponibilizaram uma oficina gratuita de audiovisual no YouTube, com 10 aulas, que ensinam práticas de criação e produção de conteúdo audiovisual utilizando smartphones e tablets.

Para se inscrever no festival, os interessados devem preencher o formulário disponível no site até às 23h59 de 16/03/2021.

carioca, estudante de Letras na UFRJ. Nascida numa segunda-feira de carnaval, se apaixonou muito cedo pela arte das Escolas de Samba. Moradora da Taquara, é Zona Oeste desde os onze anos; não dispensa um passeio pelo Centro, uma ida ao Parque de Madureira, uma volta pela Cidade das Artes ou qualquer outro evento que consiga ir. Gosta de teatro e música, às vezes se arrisca nessas áreas. Também é pseudônimo de Bárbara de Carvalho.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui