Foto: Gustavo Hofman

A Prefeitura do Rio de Janeiro liberou a presença de torcedores na final da Copa América, que aconteceu neste sábado (10/07), no Maracanã, desde fosse apenas 10% da capacidade total de cada setor do estádio. No entanto, houve aglomeração na entrada do estádio e durante o jogo.

Antes mesmo do jogo começar, o jornal “Extra” já tinha mostrado as aglomerações de pessoas na entrada do estádio. Segundo o jornal, os torcedores esperavam há mais de três horas pela credencial para assistir como convidado à final entre Brasil e Argentina.

Foto: Reprodução/SBT

Foram distribuídos 4.400 convites, 2.200 para a Confederação Brasileira de Futebol (CBF), 2.200 para a Associação de Futebol Argentino (AFA). A entidade que cuida do futebol argentino deixou o consulado do país no Rio responsável pelo repasse de parte dos convites.

Em comunicado, a Conmebol informou que detectou “considerável quantidade de provas de PCR fraudulentas de pessoas credenciadas tanto na tribuna argentina como na brasileira” e garantiu que essas pessoas não poderiam entrar no estádio.

Mas, mesmo assim durante o jogo houve aglomeração nas torcidas. Vale um destaque especial no momento de comemoração, quando foi possível ver uma grande quantidade de torcedores argentinos sem máscara e sem respeitar o distanciamento.

A Argentina venceu o Brasil por 1 a 0 e conquistou a taça da Copa América neste sábado, no Maracanã.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui