Foto: Reprodução

A Fiocruz anunciou nesta segunda-feira (08/03) que iniciou a produção em larga escala da vacina de Oxford/AstraZeneca. A instituição prevê a entrega de de 3,8 milhões de doses até o final de março. A informação é da jornalista Mônica Bergamo, do jornal Folha de S.Paulo.

O imunizante será fabricado com insumos importados da china (IFAs), que passou nos testes de estabilidade e de consistência. As vacinas serão distribuídas pelo Plano Nacional de Imunização (PNI). De acordo com o calendário ajustado, 30 milhões de doses devem ser disponibilizadas até abril e 100 milhões até o meio do ano.

A primeira remessa dessas doses deveria ser distribuída nos próximos dias, mas foi adiada para o dia 24/03, devido a um atraso por falha técnica Fiocruz, decorrente uma máquina de lacre da embalagem. O problema, no entanto, já foi solucionado.

Além disso, de acordo com o assessor especial do Ministério da Saúde, Airton Soligo, até junho, o Brasil deverá ter 14 milhões de doses da vacina da Pfizer. Até o momento, está é a única vacina que possui o registro definitivo da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui