Fiocruz discorda de decisão da Prefeitura do Rio em liberar aulas em escolas particulares

Foto: Reprodução/TV Globo

Nesta segunda-feira (20/07), o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, anunciou que as aulas nas escolas particulares da cidade estão autorizadas a serem retomadas a partir do próximo dia 03/08. Isso, no entanto, será facultativo, ficando a cargo de cada instituição. Para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), porém, essa decisão da Prefeitura é precipitada.

”Diante da possibilidade de possível recrudescimento de casos e óbitos no município do Rio, ainda parece prematuro a abertura das escolas, no atual momento da pandemia da Covid-19”, disse a Fiocruz.

Já para a Associação de Escolas Particulares do Rio de Janeiro (Aspep-RJ), o retorno das aulas é seguro.

”A rede privada de ensino se preparou para essa hipótese e deseja que ela se realize de forma segura e gradual nos primeiros 15 dias do próximo mês”, disse um dos representantes.

Em relação à volta das aulas nas escolas da rede pública, ainda não há definição, pois os professores rejeitaram um plano de retomada proposto pela Secretaria Municipal de Educação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui