Foto: Reprodução

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) prestou esclarecimentos sobre número total de doses da vacina contra Covid-19, que será disponibilizada pela instituição no mês de março. A previsão é de entrega de 3,8 milhões de doses do imunizante, mas que irá depender dos resultados dos lotes de validação e liberação pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com a Fiocruz, no dia 12/02, foi iniciada a produção de dois lotes de pré-validação da vacina, com quantitativo previsto de 400 mil doses, que tiveram um bom rendimento e gerou, aproximadamente, 500 mil doses. Na semana seguinte, iniciou-se a produção de três lotes de validação.

O número total de doses a ser entregue ao Programa Nacional de Imunizações (PNI) em março irá depende do cumprimento de todas as etapas iniciais de produção. Além disso, para conseguir entregar os imunizantes, é preciso preencher os requisitos de qualidade, de forma a garantir sua eficácia e segurança, e ainda o deferimento do registro definitivo pela Anvisa.

Somente após os resultados dos lotes de validação e liberação pela Anvisa é que será possível afirmar as datas e quantitativos de vacina a serem disponibilizados ao PNI. Esta produção já faz parte de um processo de transferência inicial de tecnologia, que consiste na formulação da vacina a partir do Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA), que ainda pode vir a enfrentar algum tipo de necessidade de reajuste no processo ou revalidação do lote.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui