Instituto Fernandes Figueira lança cartilhas sobre o desenvolvimento de bebês e crianças / Divulgação

O Instituto Fernandes Figueira (IFF / Fiocruz), através da Área de Atenção Clínica ao Recém-Nascido do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente, lançou 2 cartilhas abordando o desenvolvimento de lactentes (bebês que mamam) e crianças, em parceria com as responsáveis técnicas de fonoaudiologia e terapia ocupacional,

Os trabalhos contam com orientações de profissionais do Ambulatório de Follow-Up, Terapia Ocupacional e Fonoaudiologia do Instituto com dicas de interações e brincadeiras indicadas para cada faixa etária.

Na cartilha O bebê nasceu, e agora? Vamos brincar!, as profissionais destacam que, através de brincadeiras, bebês e a crianças desenvolvem habilidades motoras, cognitivas, sociais e emocionais. Segundo eles, o desenvolvimento dos sentidos dos bebês se dá ainda no útero materno e continuam depois do seu nascimento. Dessa forma, os estímulos oferecidos, ou até mesmo a falta deles, influenciam diretamente no desenvolvimento das suas habilidades.

Já na cartilha ’O bebê cresceu, e agora? Do que vamos brincar?’ são abordados os processos de desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas, sociais, emocionais e de linguagem das crianças maiores. “Nessa outra cartilha, reforçamos que essas habilidades são importantes para correr, pular, passar obstáculos, encontrar soluções para os desafios, aprender a contar, conhecer cores, se comunicar, entender seus sentimentos, interagir, etc.”, afirma a neonatologista e pediatra do Ambulatório de Follow-Up do IFF/Fiocruz, Letícia Villela.

Em 2019, a responsável técnica da Terapia Ocupacional do IFF/Fiocruz, Natália Molleri já havia lançado a cartilha ‘O Que Seu Bebê Vê?’, elaborada em parceria com a oftalmologista pediátrica do IFF/Fiocruz, Andrea Zin. No trabalho, as profissionais destacam que as alterações visuais em bebês e crianças podem ter diferentes causas, dentre elas a catarata congênita, toxoplasmose, retinopatia da prematuridade, glaucoma e alterações do sistema nervoso

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui