Castelo da Fiocruz
Castelo da Fiocruz - Foto: Reprodução

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) inicia nesta segunda-feira (11/10), uma pesquisa científica relacionada a um medicamento antiviral que pode ajudar na prevenção à Covid-19. Ele, no entanto, vale ressaltar, não substitui a vacina.

Para realizar o estudo, a Fiocruz precisará de voluntários que possam testar o novo remédio (confira no final da matéria como se inscrever). Trata-se da terceira etapa da pesquisa, que analisará de que maneira a medicação, intitulada de ”molnupiravir”, age no corpo humano.

Os estudos realizados até então indicam que a substância evita a proliferação do Coronavírus no organismo, impedindo, assim, que a doença se desenvolva.

”Os resultados com esse antiviral usado anteriormente para tratamento de casos foram muito animadores. Então, por isso, nós estamos muito confiantes que ele possa ser usado como profilaxia de doença”, disse a infectologista Margareth Dalcomo, uma das coordenadoras do estudo.

É importante destacar que os resultados da referida pesquisa devem ser apresentados em cerca de 6 meses. O objetivo é acompanhar de perto 30 voluntários, que serão divididos em 2 grupos. Um tomará o remédio e o outro receberá um placebo (medicamento sem nenhum tipo de principio ativo, isto é, sem eficácia).

A ideia é que o molnupiravir, caso venha futuramente a ser aprovado, seja utilizado como profilaxia pós-exposição por pessoas que de acabaram ficando perto do vírus, ou seja, que residem com alguém que testou positivo para Covid-19 nas 72 horas anteriores e mas não apresentam sintomas relacionados à doença. A pessoa tomará o medicamento duas vezes ao dia, de maneira oral, por 5 dias seguidos.

Como participar

As inscrições para participar do estudo da Fiocruz acontecem pelo site da farmacêutica MSD ou pelos telefones (21) 97347-0389, (21) 2448-6879 ou (21) 2448-6846. Para participar, é necessário:

  • Ter, no mínimo, 18 anos de idade;
  • Ainda não ter sido vacinado contra a Covid-19 ou ter recebido apenas uma dose do imunizante nos últimos 6 dias;
  • Residir com alguém que tenha testado positivo para Covid-19 nas últimas 72 horas e que apresenta pelo menos um sintoma da doença, como perda do olfato e/ou do paladar, febre ou tosse;
  • Não estar internado.

4 COMENTÁRIOS

  1. Tem que ser como na Itália colocando a Polícia para descer o pau em cima dos negacionistas e neofascistas

    https://www.efe.com/efe/brasil/mundo/policia-entra-em-confronto-com-grupos-negacionistas-e-neofascistas-roma/50000243-4648830

    Infelizmente aqui temos, no entanto, policiais que, em sua maioria esmagadora, estão do outro lado, são bolsonaristas que são ao fascistas entre eles alguns negacionistas …

    Quem aqui desce o pau nesses(???)
    Serão os bons policiais nessas laranjas podres(?)

  2. Como assim?
    Não bastava só as vacinas,para acabar com o vírus chinês?
    Vai ter muito político no banco dos réus …..como genocidas….impediram o tratamento precoce!!!A história vai desmascará-los

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui