Foto: Vacina Oxford, AstraZeneca/Reprodução

Nesta quinta-feira (01/07), a Fiocruz informou que assumiu com a AstraZeneca novo compromisso para aquisição de Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) adicional suficiente para a produção de mais 20 milhões de doses da vacina contra a Covid-19. Somado ao outro contrato que já havia sido assinado, a Fundação agora já tem matéria-prima para mais 70 milhões de doses.

A farmacêutica e a Fiocruz já haviam assinado um contrato este mês para aquisição de IFA adicional para a produção de cerca de 50 milhões de doses, que farão parte das entregas do segundo semestre juntamente com a produção nacional.

“Com o novo compromisso, a Fiocruz poderá então produzir 70 milhões de doses adicionais ao longo do segundo semestre, adicionalmente às doses que serão produzidas com o IFA produzido no Brasil”, disse, em comunicado oficial, a Fiocruz.

2 COMENTÁRIOS

    • Tudo que parte de ditaduras deve se duvidar inteiramente. Cuba se gaba até hoje de “melhor educação”, “melhor saúde” e tal, mas já em seu regime anterior – do Batista – ela já tinha posição privilegiada nesses setores. Enfim, cuidado ao dar louros por isso à Cuba. Quando Cuba lançar pelo mundo, daí voltamos aqui para novas ponderações.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui