As negociações para indenizar as famílias dos meninos vítimas do incêndio no Ninho do Urubu entre Defensoria Pública do Estado do Rio de Janeiro, Ministério Público Estadual e Ministério Público do Trabalho com o Flamengo foram esgotadas. A proposta dos órgãos públicos não foi interessante para o clube.

Por outro lado, os valores apresentados pelo clube estão aquém daquilo que as instituições entendem como minimamente razoável diante da enorme perda das famílias e demais envolvidos.

Em nota, o Flamengo respondeu que desde o início tomou a iniciativa de procurar as autoridades e trouxe familiares das vítimas parta o Rio de Janeiro. A direção informa que enviou uma proposta de valor “que pudesse balizar as conversas. Isso foi feito, embora não atendesse ao princípio de uma mediação aberta”.

Encerrada a tentativa de acordo, as instituições buscarão agora reparação judicial. Já nesta quarta-feira (20/02), familiares dos jogadores serão atendidos pela Defensoria Pública para que sejam orientados sobre as medidas possíveis.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui