Foto: Walter Craveiro

A Festa Literária Internacional de Paraty (FLIP) e a Festa Internacional de Teatro de Angra dos Reis (FITA) foram declaradas Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do Estado. As leis, de autoria da deputada Célia Jordão (Patriota), foram publicadas em edição extraordinária do Diário Oficial, após sanção do governador Cláudio Castro (PL).

Considerado um dos principais festivais literários do Brasil e da América do Sul, a festa de Paraty é realizada anualmente desde 2003, com um autor brasileiro homenageado a cada ano. A festa reúne escritores e editoras de todas as partes do mundo, com promoção de palestras, discussões, oficinas literárias e eventos paralelos para crianças (Flipinha) e jovens (Flipzona).

Já a FITA, realizada desde 2004 em Angra dos Reis, se consolidou como um dos maiores festivais de teatro do país, promovendo e formando plateia para artistas iniciantes e consagrados.

A Autora da legislação, deputada Célia Jordão, destaca que o reconhecimento da importância das feiras é de extrema relevância para o estado do Rio e também para o país.

“Tornar a FLIP e a FITA Patrimônio Histórico, Cultural e Imaterial do Rio de Janeiro é motivo de orgulho não só para os fluminenses, mas também para o Brasil. Fico muito feliz por ser a autora dos projetos que levaram a esse reconhecimento. Parabéns ao Governo do Estado por sancionar as leis. Parabéns ao povo de Paraty e de Angra dos Reis. Com isso, seguimos dando grande exemplo de valorização da cultura para toda população”, comemorou a parlamentar.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui