Foto: Reprodução

A ex-deputada federal Flordelis será julgada pelo Tribunal do Júri do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ). A ex-parlamentar e outros seis acusados pela morte do pastor Anderson ingressaram com recursos contra a decisão da 3ª Vara Criminal de Niterói, que determinou que o julgamento seja realizado pelo júri popular

A decisão foi da 2ª Câmara. Outros nove acusados de envolvimento na morte do pastor Anderson do Carmo sejam submetidos a júri popular, que é formado por sete cidadãos comuns, que são sorteados para representar a sociedade.

No recurso apresentado pela defesa de Flordelis, os advogados da ex-deputada pediram a nulidade do processo “pela ausência de certeza quanto à materialidade do crime de homicídio tentado”. Além disso, a defesa de Flordelis alegou a ex-parlamentar não teria a morte do pastor Anderson.

Foram negados os recursos dos filhos biológicos de Fordelis: Adriano, Flávio e Simone. A neta Rayane e os filhos adotivos Carlos Ubiraci e Marzy também não tiveram êxito nos recursos e igualmente serão julgados pelo Tribunal do Júri.

Costa do mar, do Rio, Carioca, da Zona Sul à Oeste, litorânea e pisciana. Como peixe nos meandros da cidade, circulante, aspirante à justiça - advogada, engajada, jornalista aspirante. Do tantã das avenidas, dos blocos de carnaval à força de transformação da política acreditando na informação como salvaguarda de um novo tempo: sonhadora ansiosa por fazer-valer!

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui