Foto: Inea

Quem mora no Rio de Janeiro certamente já ouviu falar que temos a maior floresta urbana do mundo, a da Tijuca. Uma parte desta afirmação é verdadeira. Outra, não. Sim, a maior floresta urbana do mundo fica no Rio, mas é o Parque da Pedra Branca, na Zona Oeste da cidade.

O site Unidade de Conservações do Brasil mostra um comparativo entre as maiores florestas urbanas do Brasil. O Parque Estadual da Pedra Branca tem 12.500 hectares, o da Cantareira-SP, 7.910 e a Floresta da Tijuca-RJ: 4.200.

“Já tem mais de uma década que essa questão é dada como definitiva. O Parque da Pedra Branca é a maior floresta urbana do mundo. Quase três vezes maior que a da Tijuca. Muita gente desconsiderava isso por não ver a Zona Oeste como área urbana. O que é um erro grande”, explica o geógrafo Tiago Marques.

Especialistas explicam que ainda existe a questão da Floresta da Tijuca ter tido uma parte reflorestada, não sendo mais 100% de vegetação natural.

Entende-se por floresta urbana uma área, ou uma pequena região, de floresta dentro de uma cidade ou área urbana. Além disso, é fácil identificar e classificar como floresta urbana quando há sinais da presença massiva do homem, como trilhas para caminhas, lixo e poluição sonora e visual“, explica o Unidades de Conservação.

O Parque Estadual da Pedra Branca ocupa 10% da área total do município do Rio de Janeiro e possui cerca de 130 quilômetros de área coberta por vegetação típica da Mata Atlântica. O maciço cerca os bairros de Guaratiba, Bangu, Realengo, Jacarepaguá, Taquara, Curicica, Camorim, Vargem Grande, Vargem Pequena, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Grumari e Campo Grande.

Foto: Site O Eco

O Parque da Pedra Branca também abriga o ponto mais alto da cidade do Rio de Janeiro, o Pico da Pedra Branca, com 1 025 metros de altitude, maior que o Pico da Tijuca, que tem 1022 metros.

Ou seja, o Parque Estadual da Pedra Branca ganha na “largura” e na altura da Floresta da Tijuca. Mas, brincadeiras à parte, quem ganha mesmo somos nós que moramos no Rio de Janeiro e temos o privilégio de ter essas exuberâncias da natureza pertinho, pertinho.

1 COMENTÁRIO

  1. Bom dia!
    Excelente matéria, pois independente de ser ou não ser, importante é convivermos com uma, duas, três das maiores que encontram-se próximo a mais bela metrópole do planeta por que existe essa diferença, uma ‘pincelada de DEUS’ que as organizações e principalmente os nossos governantes também se voltem para uma preservação, conservação entre possíveis medidas mais cabíveis para que se tornem mais seguras.
    Att- Reinaldo S. Almeida

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui