Fluminense sobe de patamar e busca título para coroar reconstrução

Durante 15 anos muitas coisas aconteceram ao Fluminense, que vivia um período de vacas magras e voltou a ser protagonista

Foto: Pedro Souza / Atlético

Um dos grandes objetivos do Fluminense para a temporada de 2022 é voltar a ser protagonista nas disputas dos principais títulos. Depois de alguns anos sem muito brilho, o Tricolor das Laranjeiras vem em uma crescente e chega ao ápice nesta temporada, ficando entre os primeiros no Campeonato Brasileiro e nas semis da Copa do Brasil.

Entretanto, dar o passo final pode ser complicado. Com um investimento limitado se comparado às principais forças, o time terá que se superar para passar à final da Copa do Brasil e encurtar a vantagem que o Palmeiras já tem no Brasileirão.

Para quem quer dar palpites nos jogos do Flu, tanto do Campeonato Brasileiro quanto na Copa do Brasil, no Sites-de-Apostas você descobre quais as principais casas para começar a apostar online.

Processo de volta do Flu é longo

O Fluminense Football Club possui grandes títulos em seu currículo nesses 120 anos de história: são quatro Campeonatos Brasileiros (1970, 1984, 2010 e 2012) e uma Copa do Brasil em 2007, além, é claro, de vários Campeonatos Cariocas.

Em 2022 apareceu uma nova chance de repetir esses feitos no Campeonato Brasileiro, apesar de não ser fácil tirar o Palmeiras da liderança, onde ocupa a segunda colocação com 42 pontos oito pontos atrás do líder. Uma boa chance de cortar essa vantagem foi desperdiçada neste fim de semana com um confronto direto no Maracanã. O empate em 1 a 1 não seria um mau resultado em outras circunstâncias, mas é inegável que o sonho do título ficou mais distante.

O clube passou por muitos altos e baixos desde a sua fundação frequentando tanto a Série B como a C.

A situação financeira do clube mudou radicalmente com a chegada da Unimed como patrocinadora principal em 1999. Com o apoio financeiro recebido, o Fluminense conquistou três vezes o Campeonato Carioca (2002, 2005, 2012), a Copa do Brasil (2007) e dois Campeonatos Brasileiros (2010, 2012). A patrocinadora da área médica não só estampava o uniforme como também tinha grande influência nas decisões tomadas na instituição, contratando e pagando os salários dos jogadores.

Durante os 15 anos que durou o patrocínio muitas coisas aconteceram ao clube, que vivia um período de vacas magras e voltou a ser protagonista.

Nesses anos contratações de peso foram feitas como Romário, Roger, Léo Moura, Edmundo, Petkovic, Fabiano Eller, Thiago Neves, Fred, Conca, Deco, dentre outros.

Mas com o fim da parceria na década passada, a principal saída foi começar a apostar nos jovens valores de sua base que treinavam no Centro de Formação de Atletas em Xerém.

A volta

Os resultados chegaram em 2020 sob o comando do técnico Odair Hellmann, com um time mesclado de garotos e apoiados por jogadores experientes com Fred e Nenê. O Fluminense chegou ao 5º lugar do Brasileirão, obtendo assim uma vaga na Copa Libertadores da América.

O bom desempenho continuou em 2021, conseguindo avançar até quartas de final da Copa Libertadores, além de se classificar em sétimo lugar no Brasileirão.

Em maio deste ano o clube das Laranjeiras anunciou a contratação do técnico Fernando Diniz. O treinador em sua segunda passagem pelo clube carioca e chegou para ocupar a vaga deixada por Abel Braga. 

O que chamou a atenção é que em muito pouco tempo Fernando Diniz organizou a equipe, aplicou a sua metodologia e os resultados começaram a aparecer.

Poucos imaginavam que o Flu estaria no G4 do Brasileirão e brigando por uma vaga na final da Copa do Brasil tão rapidamente. De acordo com os especialistas a previsão de quem estaria brigando na principal competição nacional seriam o Palmeiras, o Atlético Mineiro e o Flamengo.

Na Copa do Brasil, na partida de ida da semifinal disputada no Maracanã, o Fluminense enfrentou o Corinthians e teve um excelente desempenho, mas sofreu um gol no final da partida e assim o Corinthians acabou conseguindo o empate por 2×2.

Do outro lado também buscando uma vaga para a final temos Flamengo e São Paulo. No Morumbi, o Tricolor da capital paulista sofreu uma derrota para o Flamengo por 3×1, muito difícil de ser revertida, ainda mais no Maracanã.

A decisão dos jogos de volta serão em 14 e 15 de setembro e quem passar para a final jogará a decisão em 12 e 19 de outubro.

O jogo de volta entre Corinthians e Fluminense na Neo Química Arena promete ser um jogo pegado: não estará em campo apenas a vontade de conquistar o título, mas também a premiação de R$60 milhões para o campeão.

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui