Pista do Autódromo de DeodoroNo que depender do big boss da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, o Rio de Janeiro pode voltar a receber corridas de Fórmula 1 a partir de 2016, distantes da Cidade Maravilhosa desde 1989, quando foi para o Autódromo de Interlagos, em São Paulo.

Ecclestone, de acordo com matéria do Globo Esportes, já teria sondado o prefeito Eduardo Paes que disse ser possível fazer isso. Apesar do chefão não levar fé nas palavras do prefeito que acha difícil fazer uma Olimpíadas mais um novo estado.

– Eu estou insatisfeito com São Paulo há um longo tempo. É um super circuito, mas as instalações precisam de uma grande transformação. Podemos estar no Rio no ano olímpico. O prefeito me disse que pode fazer isso. Mas sei o quanto já foi difícil para Londres executar somente a Olimpíada – disse Ecclestone ao jornal britânico “The Mail on Sunday”, lembrando do palco dos últimos jogos, na capital inglesa.

Acontece que se entre 1979 e 1989 as corridas aconteciam no Autódromo de Jacarepaguá, hoje em dia ele não existe mais, foi demolido recentemente para dar espaço ao Parque Olímpico. Um novo estádio deveria ser construído em Deodoro, mas até o momento as obras não começaram e, entre vários problemas do terreno, está a possibilidade de haver minas terrestres, já que foi usado durante 60 anos pelo Exército para treinamento militar.

E, apesar do que diz Ecclestone, em suas críticas a infraestrutura de Interlagos, tudo pode não passar de jogo de cena somente para tentar conseguir aumentar o valor do contrato entre a FIA e São Paulo, usando o Rio de Janeiro como peão na negociação.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui