Governador Cláudio Castro lança o PactoRJ. Foto: Luis Alvarenga / Divulgação

Pesquisa feita pela Exame/Ideia sobre a disputa do ano que vem mostra empate técnico entre o deputado federal Marcelo Freixo (PSB) e o governador Claudio Castro (PL), com 22% e 21% respectivamente. É a primeira vez que o governador aparece tão bem em uma pesquisa eleitoral.

Dois outros nomes foram citados na pesquisa, Eduardo Paes (PSD), com 16%, apesarde ter a gestão bem avaliada, não será candidato a governador em 2022. Em quarto o ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT), 7%. Ninguém, branco e nulo foram 18%, não sabe ou não responderam foram 15%.

A pesquisa EXAME/IDEIA também perguntou sobre a avaliação do governo de Castro. Para 35% dos entrevistados, sua administração é ruim ou péssima. Os que avaliam o governo como bom ou ótimo somam 21%. Os que entendem a gestão do governo como regular são 35%.

Com a provável ausência de Paes neste pleito, especialistas se perguntam e criam teorias para prever para onde irão seus robustos 16%.

A pesquisa EXAME/IDEIA ouviu 2.000 pessoas entre os dias 23 e 26 de agosto. As entrevistas foram feitas por telefone, com ligações tanto para fixos residenciais quanto para celulares.A margem de erro é de 1,85 ponto porcentual para mais ou para menos.

15 COMENTÁRIOS

  1. Temos Freixo, que sempre combateu as milícias, entende que o crime organizado deve ser combatido com inteligência e que morador da periferia quer paz, vida digna e o direito de ir e vir. O RJ precisa com urgência de uma nova visão de estado, que resgate a posição de vanguarda que historicamente abraçamos e estamos deixando de lado para um modelo de “lugar onde se sobrevive, se der”.
    A outra opção é mais do mesmo. Pode não ser da patota de Marcello Alencar, Garotinho, Cabral e Pezão, mas tem basicamente as mesmas práticas e a mesma mente pequena.

  2. Eu voto no Freixo porque vejo como a única opção de resgate de uma vida melhor para todos.Ate porque essa quadrilha que aí esta já está a 30anos roubando o Estado.

    • Este senhor só pode estar brincando, Freixo quer uma vida melhor pra todos? O defensor das arruaças, dos blackblocks, da favelização do Rio, de tudo que é bom que é proposto pra alavancar o Rio ele é contra, não quer absolutamente que o Rio decole, é o responsável pelo atraso do Brasil, sempre votou contra a prisão em segunda instância, aumento de penas para estupradores e criminosos perigosos, e ainda tem gente que o defende, Jesus, é muito fácil defender bandidos dentro de sua sua mansão em Búzios, com segurança armada e carro blindado, o povo que se lixe.

  3. Não Freixo.
    Turma que gosta de dependurar em gabinetes.
    Vai ser sempre um candidato à Prefeito, e Governo, sem Sucesso.
    Assim como sempre foram os candidatos Petistas.

  4. Não iludemos, e lembremos sempre, a turma do FREIXO, que mudou de Partido, mas não a Camisa, e não adianta vir com Freixinho Paz e Amor! Não Cola:
    Ex-tesoureiro PT, compadre de Lula, é réu em outro caso de roubo na Petrobras
    Cúmplices do roubo fizeram acordo e entregaram provas à Justiça.
    O juiz Luiz Antônio Bonat, titular da 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, aceitou denúncia do Ministério Público Federal (MPF) e tornou réus, em mais um processo de roubalheira de dinheiro público promovido nos governos do PT, o compadre e amigo do ex-presidente Lula João Vaccari Neto, ex-tesoureiro do partido dos Trabalhadores (PT), mais duas cúmplices e dois executivos da Doris Engenharia

    Eles são acusados de desviar mais de R$3,6 milhões de contratos de serviços de engenharia em navios plataforma da Petrobras. Após uma operação triangular, o dinheiro roubado foi entregue a Vaccari, de acordo com as investigações.

    O MPF pediu condenação na esfera penal, multa pelos valores roubados e pelos danos causados à Petrobras, além do bloqueio de bens no valor de R$7,3 milhões.
    Os executivos da Doris, subsidiária de um conglomerado francês, de acordo com o MPF, usaram o intermediário ou “operador” Zwi Skornicki para pagar propinas ao ex-gerente-executivo da Petrobras Pedro Barusco, em troca de contratos de prestação de serviços de engenharia de oito navios plataforma da estatal de mais de US$200 milhões.

    Um contrato fictício com uma empresa de consultoria de Zwi Skornicki, no valor de R$ 3.658.500,13, foi utilizado no esquema para roubar a Petrobras, sendo que parte do valor acabaria em uma conta do “operador” na Suíça.

    No total, segundo o MPF, foram identificadas 27 transferências bancárias entre 2011 e 2014 para as contas dessas empresa, somando quase R$650 mil.

    O “operador” do esquema e o ex-gerente da Petrobras fecharam acordo de colaboração premiada com o MPF, confessaram os crimes praticados e entregaram documentos comprobatórios.|DP

  5. Freixo pelo menos enfrentou milícia. Da última vez que o carioca quis evitar ele acabou elegendo o bispo que afundou o Rio. Castro não passa de um populista que almoça com o bolsonarismo e janta com o Garotinho.

  6. Cláudio Castro tem feito uma boa gestão… uma pena os vagabundos com QI -15 terem votado no ex governador que sofreu impeachment e ainda roubou o Estado. Tomara que tirem a viseira tapando o olho e votem em alguém decente na próxima vez.

  7. Kkkkkkk vai sonhando Frouxo defensor de marginal!!!!
    Voto até no Garotinho ,mas esse velhote metido a Peter Pan xinxeiro,nem pra porteiro de bordel de beira de estrada!!!

  8. AHHH, mas sem o General Mourão na pesquisa fica fácil né? Coloca ele aí pra ver o que acontece. A água de alguns está batendo na ……

  9. Não sou muito fã do Freixo no governo do Estado, mas ele nunca foi governador e ainda teve peito para lidar com milícias, coisa que vários se acovardaram. Todos estão vendo a palhaçada e o escárnio que estão fazendo com o povo tendo a extrema direita no poder, o povo passando dificuldade e eles rindo na cara de todos, isso está jogando as pessoas cada vez mais pra esquerda…, então resta aceitar e que vença alguém que tenha afinidade com o próximo presidente pra trazer melhorias ao Estado.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui