Freixo encontra Lula e fala sobre investimentos na indústria naval e nos trens do RJ

Freixo entregou seu programa de governo a Lula e ambos conversaram sobre investimentos federais para gerar emprego e renda no Rio de Janeiro

Foto: Divulgação

O candidato ao governo do Rio de Janeiro Marcelo Freixo (PSB) se encontrou com Lula (PT), candidato à Presidência da República, na manhã desta sexta-feira (26/08), no auditório do Hotel Pestana, em Copacabana, Zona Sul carioca.

Também participaram do evento o candidato a vice-presidente Geraldo Alckmin (PSB), o candidato a senador André Ceciliano (PT) e a presidente do Partido dos Trabalhadores, Gleisi Hoffmann. Freixo entregou seu programa de governo a Lula e ambos conversaram sobre investimentos federais para gerar emprego e renda no Rio de Janeiro.

“O presidente Lula sempre foi um parceiro do nosso Estado. Ele será muito importante para a gente reerguer a indústria naval, diretamente ligada a cadeia do petróleo, e para melhorarmos o serviço prestado pela SuperVia. É inaceitável que moradores da Zona Oeste e Baixada, percam quatro horas dentro do trem todos os dias. Nós firmamos um pacto para investir no Rio de Janeiro e melhorar a vida de quem mais precisa”, afirmou Freixo.

O candidato fluminense também falou da importância de combater o tráfico e as milícias de forma eficiente, com uma polícia bem treinada e bem equipada. “Nós vamos valorizar a polícia para enfrentar o crime com eficácia e botar bandido na cadeia. Mas, segurança não é só policiamento. Nós vamos criar também o projeto Bairro Prosperidade para oferecer à nossa juventude mais oportunidades através de qualificação profissional, educação, esporte e cultura. Vou disputar o futuro de cada jovem do nosso Estado”, declarou.

Lula falou sobre a importância de eleger Freixo governador do Estado. “Nós precisamos recuperar as coisas boas do Rio de Janeiro. Recuperar a indústria de óleo e gás, recuperar a indústria naval, fazer o Rio de Janeiro voltar a ser um Estado promissor. Freixo, quero que você saiba que, o que depender da minha dedicação, nós vamos fazer tudo para eleger você governador. O Rio de Janeiro está precisando disso”, concluiu.

Advertisement

3 COMENTÁRIOS

  1. Indústria Naval?
    Esta mesma que deu o maior golpe no setor através da Transpetro (leia-se o delator Sergio Machado, amigo de Renan Calheiros?), ainda Augusto Mendonça, ex Sinaval.
    Faliu estaleiros, não pagou os trabalhadores?
    Deixaram todos à míngua?
    Ir nos estaleiros como faziam não tem coragem: alguns estão às moscas, outros se virando como pode.
    Quem não conhece toda história que os compre.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui