De acordo com informações obtidas pelo DIÁRIO DO RIO, somente na última semana, pelo menos 10 funcionários do Rio de Janeiro Country Club, em Ipanema, contraíram o vírus da Covid-19 e apresentaram sintomas, sendo afastados. Segundo a fonte do DIÁRIO, um funcionário cujo nome será mantido em sigilo, o clube estaria tentando esconder os casos dos outros funcionários e dos sócios.

O Country, ou “cântry“, na pronúncia preferida pelos sócios, é um dos clubes mais reservados do Rio de Janeiro, e seu muro de pedra, de frente para a praia de Ipanema, é um dos ícones do bairro desde 1916. Ocupando um quarteirão entre a rua Prudente de Morais e a Vieira Souto, é conhecido como o clube dos “socialites”. Seus títulos de sócio são vendidos por mais de 700 mil reais, e é famoso pela sua implacável “bola preta”, ou seja, pela dificuldade de ser aceito em seu quadro de sócios.

Ainda baseado nas informações da fonte do DIÁRIO DO RIO, os funcionários que teriam sido contaminados em massa seriam do RH, garçons, profissionais da limpeza, do parquinho do Clube, entre outros setores. Os outros trabalhadores ficaram sabendo da situação pelos funcionários contaminados – que foram afastados das atividades, mediante atestados médicos. A diretoria do Country Club de Ipanema não teria dado maiores informações nem a seus empregados e também não teria dado informações aos sócios.

No início da pandemia, um surto de coronavírus atingiu ao clube, conforme noticiamos aqui.

Procurado pela reportagem durante todo o dia de hoje, o Country Club ainda não respondeu ao contato feito pelo DIÁRIO DO RIO.

1 COMENTÁRIO

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui