Imagem apenas ilustrativa

Funcionários terceirizados da Faetec denunciaram que foram dispensados do trabalho no dia 03 de setembro sem receber aviso prévio e os outros benefícios previstos por lei, além dos salários atrasados. Eles afirmam que até agora não receberam a rescisão e não houve baixa na carteira.

Alguns funcionários que enfrentam esse problema relataram a situação ao portal de notícias G1:

Nós estamos desde agosto sem receber salário, sem receber a nossa rescisão, a multa dos 40%. São mil e cem funcionários que prestaram serviço pra Faetec e nós não recebemos. Está faltando comida dentro de casa. Tá muito complicado pra gente“.

Eles não sabem quando vão pagar porque eles estão em juízo. Porém, a Faetec diz que já pagou. E no documento que eles falam, pra gente ir lá, pra dar baixa na carteira, eles dizem que a Faetec não pagou. Então tá um jogo de empurra e quem precisa mesmo fica tudo sem receber, sem saber se vai voltar“.

Nesta quarta-feira (21/10), a empresa Gaia Service Tech começou a chamar os funcionários para dar baixa na carteira. A empresa Gaia é a antiga empresa Átrio Rio Service, que pertencia ao empresário Mário Peixoto, preso na Operação Favorito, em maio deste ano, por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro.

O que dizem os citados

Em nota publicada no site, a Gaia informou que para garantir o pagamento das rescisões precisa do repasse da Faetec.
Já a Faetec informou ao portal G1 que o pagamento relativo aos serviços prestados pela empresa terceirizada Gaia Service Tech estão suspensos devido a uma ação civil pública. E que, como o contrato foi encerrado no dia 25 de agosto, “houve comunicação prévia aos gestores de unidades e funcionários, com apenas os vencimentos referentes aos 25 dias do mês de agosto a quitar, suspensos após o recebimento da medida judicial.”

1 COMENTÁRIO

  1. Muitos terceirizados como comissionados da Faetec-RJ são indicações de políticos (tem até reportagens denunciando isso), portanto, nada de seleção por meritocracia, curricular por experiências e formação, mas, provavelmente, não são esses que ficam numa situação dessas sem salário.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui