Furto de celular (Foto meramente ilustrativa / Reprodução Internet)

Já virou rotina. O receio dos cariocas quando precisam utilizar o celular em espaços públicos, na rua e até nos meios de transporte, se justifica pelos dados divulgados pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), que apontam um aumento de 197% nos furtos de aparelhos celulares no mês de junho de 2021 na região metropolitana do Rio, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Já os roubos de celulares, quando há ameaça ou violência contra a vítima, tiveram um acréscimo de 30% em relação em 2020. A volta ao ritmo normal da vida, em função do avanço da vacinação contra a Covid-19, também traz velhos problemas da cidade à tona.

Mais da metade dos roubos de celulares no Rio em 2020 aconteceram na Zona Norte

Moradora do Alto da Boa Vista, na Zona Norte do Rio, o técnico de refrigeração Marcelo Lima foi mais um cidadão que entrou para a triste estatística, ele teve o celular furtado quando voltava de ônibus do bairro de Copacabana.

Estava com o celular na mochila, pronto para desde do ônibus. Nisso, passaram algumas pessoas por trás de mim, e quando fui pegar o celular novamente, já não estava mais lá“, lamenta.

Furtos e roubos de celulares haviam diminuído no Rio de Janeiro em 2020

O ano de 2020 registrou queda nos roubos e furtos de aparelhos celulares na cidade do Rio. A diminuição, em comparação com o ano anterior (2019), é de 36,4% nos casos registrados. Em relação aos roubos, a queda foi de 38,5%.

Desde 2012, os números de casos de roubos de celulares vinham aumentando. Essa tendência foi interrompida em 2020, quando os índices sofreram uma queda significativa.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui