Grama sintética rasgada no campo de futebol do Parque dos Patins / Foto: Roberto Moreyra

Os amantes da prática de futebol vêm enfrentado dificuldades em praticar o esporte no campo de futebol do Parque dos Patins, na Lagoa Rodrigo de Freitas, Zona Sul do Rio de Janeiro. Tudo está deteriorado. O gramado sintético está despedaçado e tomado por terra batida e as grades de proteção do campo estão quebradas. A situação é de abandono.

A crianças de comunidades carentes da Zona Sul são ministradas orientações de práticas esportivas que, por conta da mau estado do local, correm o risco de serem suspensas. Segundo o criador do projeto social oferecido no local, Antônio de Souza, alguns alunos já sofreram lesões por causa das más condições do campo. Ele destaca ainda que a pandemia gerou uma queda brutal na frequência dos jovens atletas, que eram 120, e hoje são quase a metade.

Apesar de ter pedido auxílio à Prefeitura, Antônio de Souza relata que ainda não teve nenhum retorno das autoridades municipais. Fica, dessa forma, a dúvida sobre quando a manutenção do espaço será retomada. A Fundação de Parques e Jardins e as secretarias municipais de Esportes e de Conservação afirmam que não são responsáveis por esse tipo de serviço.

Em nota, a Fundação Parques e Jardins (FPJ) e a Secretaria Municipal de Esportes e Lazer (SMEL) “informam que irão realizar uma vistoria conjunta no Parque dos Patins, na Lagoa Rodrigo de Freitas, para verificar as condições de uso dos espaços do parque, incluindo as quadras esportivas de grama sintética. A visita técnica será realizada durante a semana, até a sexta-feira (25/06). Após a vistoria, os órgãos se comprometem em acionar demais secretarias e órgãos para a realização de serviços e reparos necessários nas áreas do parque”.

1 COMENTÁRIO

  1. Não só o campo de futebol está abandonado mas todo o parque dos patins, aliás o ringue que dá nome a esse, está em péssimo estado há anos, desde 2016 como infelizmente toda a Lagoa e o resto do Rio abandonado pelo antigo Prefeito, então seria hora de cobrar do atual por reformas ali, afinal trata-se de área muito utilizada e com um dos maiores IPTU.

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui