Galeria a céu aberto

historias1 O conceito de natureza-morta ganhou novo sentido na Rua Vinicius de Moraes, em Ipanema. No começo do mês, a via recebeu sua terceira escultura em tronco de árvore. O autor das obras é um morador local: o artista plástico mineiro Andrea Brandani, 46 anos de idade e 28 de Rio. Seu processo criativo se repete.

Ele vê a Comlurb podar as espécies comprometidas e espera seis meses até se certificar da morte dos vegetais. Só então ele ataca de formão, machado e marretinha. Andrea desenhou também os elefantes indianos que enfeitam os portões de diversas lojas da cidade, a maior parte pela vizinhança. “O artista quer ser visto”, diz. “A rua é uma galeria a céu aberto.”

Fonte: Veja Rio

Advertisement

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui