Anthony Garotinho, ex-governador do RJ - Foto: Leonardo Prado/Câmara dos Deputados

O casal Anthony Garotinho e Rosinha Matheus deseja receber proteção policial após o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ) dar início a uma investigação sobre uma agressão sofrida pelo ex-governador quando foi preso em 2017 e a mesma ser divulgada pela jornalista Renata Igrejas. A informação é da ”Coluna doGuilherme Amado”, do portal ”Metrópoles”.

De acordo com a reportagem, a investigação por parte do MPRJ aponta que, na ocasião, o policial militar Sauler Sakalem, filho do então ex-subsecretário de Administração Penitenciária do RJ, Antônio Sakalem, agrediu Garotinho com golpes de madeira no joelho e em outras partes do corpo.

A preocupação de Anthony é que, após tornar-se pública a informação que Sauler está sendo investigado, o PM tenha desejo de vingança para com o ex-governador. Vale ressaltar que, segundo o MPRJ, ainda não há comprovação se o agente agiu por conta própria ou a mando de alguém.

1 COMENTÁRIO

  1. Ainda em investigação???

    De 2017 já se passaram 4 anos …

    Se sabe que agrediu. Mas ainda não sabe a mando de quem ou se por conta própria, já era para ter denúncia e processo contra o PM…

    A responsabilidade criminal é pelo ato praticado.
    Se é fato que praticou o ato.
    Se a lei define o ato como crime.
    O que estão aguardando? A prescrição???

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui