Ao que parece não é apenas Jair Bolsonaro que se nega a apoiar Wilson Witzel (PSC) no 2º turno, o seu vice General Mourão (PRTB) também não aceitou gravar um vídeo apoiando o ex-juiz federal, é o que informa a coluna de Lauro Jardim/O Globo.

Inclusive, Mourão teria sido aconselhado, inclusive por pessoas próximas a ele que trabalham na Secretaria de Segurança do Rio, a não atrelar o seu nome ao do candidato.



Não é o único revés de Witzel nas hordas bolsarianas, que insiste em se colar para conseguir vencer a eleição neste domingo, 28, o braço direito de Bolsonaro,Gustavo Bebbiano, presidente do PSL, já deu declarações que votará em Paes. Além disso, ontem durante o debate da Globo, o deputado estadual eleito, Carlos Jordy, muito ligado a família Bolsonaro disse estranhar a falta de resposta de Witzel sobre a questão do envolvimento dele com o advogado do Nem da Rocinha:

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui