Marcelo Crivella, prefeito do Rio entre janeiro de 2017 e dezembro de 2020 - Foto: Reprodução

Segundo informou a jornalista Berenice Seara, a distribuição dos famosos encargos especiais da Prefeitura, a popular gratificação, que já virou uma tradicional complementação salarial no Poder Público, superou os gastos de prevenção a enchentes na Capital Fluminense.

Segundo a jornalista, durante os últimos quatro anos, sempre com a prefeitura em crise financeira, foi distribuído cerca de R$ 1,5 bilhão em gratificações.

De acordo com levantamento feito pelo gabinete da vereadora Teresa Bergher (Cidadania), o valor ultrapassa o que foi desembolsado com prevenção a enchentes e com assistência social, e chega a mais que o dobro dos gastos com merenda escolar.

E olha que foram quatro anos de restrições, de atrasos e falta de pagamentos a prestadores de serviços e fornecedores, de inadimplência dos salários de dezembro e décimo-terceiro dos servidores“, lamenta Teresa.

Na gestão de Marcelo Crivella (Republicanos), o gasto com pessoal aumentou ano a ano, até que, em 2020, bateu o índice mais elevado da história, atingindo 56,12% e estourando o limite fixado pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Comente

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui